Colunas

Previsíveis FC Cascavel 3 X 0 Cascavel CR

Publicado em: 28/01/2020


No futebol, como tudo na vida, muitas vezes o futuro é previsível

Olha gente, o clássico entre as duas serpentes do domingo foi um bom jogo. Após um início equilibrado, com o Cascavel CR buscando marcar e mesmo surpreender a equipe mais bem estruturada do FC Cascavel, prevaleceu a qualidade técnica e o bom entrosamento da equipe aurinegra. Na metade do primeiro tempo já se antecipava o domínio do FC Cascavel. O Cascavel CR perdeu o fôlego e prosseguiu mais se defendendo e criando poucas oportunidades de ataque. Uma equipe burocrática no segundo tempo. 

Os gols saíram de jogadas rápidas de desarme e que resultaram em pênaltis. O  bom atacante Paulo Sérgio bateu como se deve: forte e no canto, no final do primeiro tempo, aos 45 minutos, e aos 12 do segundo tempo. Depois, com a defesa do Cascavel CR já cansada, bem colocado na entrada da área, fez o terceiro gol do FC Cascavel aos 17 minutos. Fatura liquidada. A torcida não entendeu a saída de Paulo Baya, para a entrada de Tocantins, no segundo tempo. O sonho de todos é ver o dois velozes atacantes do FC em campo ao mesmo tempo: o técnico ficou devendo. 

As mais de 5 mil pessoas que prestigiaram o clássico das serpentes não se arrependeram de ter ido ao estádio: houve uma evolução tática do CR, com a busca do gol logo no começo do jogo e as avançadas perigosas pelo lado esquerdo do ataque; e o FC comprovou o bom momento, com bons passes e uma melhora  do setor de meio de campo, além do desencanto do centro-avante Paulo Sérgio.  Se a Rede Globo tivesse transmitido a partida, ele pediria música (fez os 3 gols). 

O setor de segurança teve algum trabalho, tanto a Polícia Militar quanto os terceirizados presentes. Houve um momento em que a torcida do FC cantou “olé, olé...”, e tanto torcedores como os jogadores se exaltaram, com ameaça de entrevero no ponto onde as torcidas estavam próximas, nas arquibancadas, e dentro do campo, com agressão entre jogadores.  O árbitro fez “vistas de mercador”:  deu apenas 2 cartões amarelos. Mas isso faz parte do futebol, infelizmente. Dei uma entrevista para o repórter Diego, da Rádio Colmeia AM, e meu palpite era 2x0 ou 3x0. O futebol pode ser previsível, como tudo na vida. 

Não tivemos zebra na bonita tarde de domingo. E parabéns para toda a equipe vibrante da Colmeia, com Edson Morais – o narrador de Copa do Mundo – soltando o vozeirão pelas  ondas médias. Tudo isso constrói a magia e o encantamento do esporte das multidões. Agora é torcer para nossos dois times na próxima rodada. A confirmação do bom FC, por um lado, e para o CR deixo uma frase que se repete há gerações no Rio Grande: “não tá morto quem peleia!”.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!