Colunas

As serpentes fazem um grande campeonato

Publicado em: 18/02/2020


O FC Cascavel garante a liderança na rodada e o Cascavel CR liquida a “Muralha” do Coritiba num jogo histórico. 

 
Olha gente, no sábado o FC Cascavel, grande protagonista desta edição do campeonato paranaense, foi até Paranaguá e conquistou um bom empate contra o Rio Branco, o Leão da Estradinha, para um público de cinco mil pessoas. Nossa equipe aurinegra aguentou a pressão nos minutos iniciais até a marcação do gol pelo adversário. Balotelli chutou forte, aos 27 minutos, da entrada da área, numa rápida trama do ataque, sem chances para nosso excelente goleiro Raul, dando justiça à melhor consistência da equipe da casa. Paulo Baya tentava se insinuar pela esquerda, mas sem o efeito desejado. Nosso meio de campo não foi bem na primeira etapa, segundo a crônica esportiva presente, e poderíamos ter levado mais gols – até bola na trave aconteceu. Mas o FC Cascavel não se aquietou e foi para cima no segundo tempo, marcando e pressionando os donos da casa. Mais uma vez o preparo físico do time cascavelense predominou. 

Quaresma marcou um belo gol, após um cruzamento da direita que deixou uma bola viva no outro lado da grande área. Veio graciosamente para os pés de nosso jogador.  Com o chute forte, ela cruzou toda a pequena área e entrou no canto esquerdo do bom goleiro Higor, aos 18 minutos.  Foi bola lá e cá, como se diz. O jogo pegou fogo. Placar aberto até o último minuto. Paulo Baya se projetou mais pela direita, deixando os zagueiros do Rio Branco perturbados pela grande mobilidade. Este jovem é um craque. O empate foi um bom resultado. Com isso, e pela combinação dos jogos de domingo, mantivemos a liderança do certame. O técnico Tcheco lamentou o resultado, o Rio Branco vinha de três vitórias seguidas e segue agora na quarta posição. Ele enalteceu o nosso FC Cascavel, que vinha/vem liderando o campeonato. Vai ter alguma dor de cabeça para enfrentar o Londrina, no próximo sábado.

Tem muita gente machucada no plantel. Vamos acompanhar.  Talvez FC Cascavel e Rio Branco se reencontrem na próxima fase. O Rio Branco, centenário, é considerado patrimônio histórico e cultural da cidade de Paranaguá, e é tradicional o encontro dos torcedores nos bares próximos do estádio, após os jogos. É isso mesmo, o Rio Branco tem muita coisa para nos ensinar. O futebol não acontece apenas dentro das quatro linhas.  

Mas o melhor da rodada ainda estava para acontecer. O Cascavel CR brilhou no Estádio Olímpico, para um público de 700 pessoas, no domingo. Essa turma teve a sorte de ver uma partida memorável. Méritos para o técnico Ageu Gonçalves, o goleiro Fernando - talvez tenha sido o grande nome da partida -, e para todo o grupo, que reviveu o velho Cascavel CR, raçudo e cascudo, que não se entrega até o último minuto. O jogo só acaba quando o árbitro apita. Verdade seja dita: o Coritiba veio passear em Cascavel, achou que seria fácil. O placar foi aberto logo no início, com uma cabeçada do excelente zagueiro Rhodolfo, aos oito minutos. Depois disso, foi resistência da defesa e brilho do nosso arqueiro. Numa escapada  sensacional, a serpente tricolor empatou e mostrou seu precioso veneno aos 29 minutos, com os zagueiros apenas acompanhando a corrida e o gol, numa colocada de ponta de chuteira do craque Renê. 

O segundo gol foi de cabeça, de Victor Diego, aos 41 minutos, sem chances para Muralha - mais uma vez. No segundo tempo o time da capital veio com tudo, empatando aos dois minutos, com um gol de Matheus Sales, de fora da área, que deixou o nosso goleiro Fernando sem chances, pelo desvio no meio do caminho. O Coritiba iria virar o jogo? Não foi o que aconteceu, mais pela competência de nossa equipe do que pela falta de calma e objetividade dos atacantes do Coritiba. Numa nova e rápida escapada, com o meio de campo acionando nosso atacante Rone, entre os zagueiros aos 36 minutos, a serpente deu o golpe final, num belo e – podemos dizer - histórico gol. 

A muralha estava destruída; bateu uma depressão no time auriverde que não teve forças para o empate. O técnico Eduardo Barroca está na corda bamba. É aquilo que venho comentando desde o início do campeonato – temos bons times para torcer. Muita emoção, agora, nas rodadas finais. O FC Cascavel deve confirmar o favoritismo para o título – só não vê quem não quer – no sábado, praticamente mandando o vizinho Toledo para a segunda divisão. O Cascavel CR poderá surpreender e até mesmo encaminhar a equipe para a série D do campeonato nacional do próximo ano, vencendo os próximos três (ou dois) jogos.

Futebol se joga no estádio? 
Futebol se joga na praia, 
futebol se joga na rua, 
futebol se joga na alma. 
-  Carlos Drummond de Andrade

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!