Colunas

Muita emoção na nona rodada do Paranaense

Publicado em: 02/03/2020

Um domingo doce para o Cascavel CR e amargo para o FC Cascavel, com emoção e expectativa  de um grande final de primeiro turno

Olha gente, uma rodada com muita emoção, esta nona do paranaense 2020. Aqui em Cascavel, para um público de 400 torcedores, o Cascavel CR mandou o União, de Francisco Beltrão, para a antessala da segunda-divisão. Para nosso adversário era um jogo de vida ou morte, e o CR acabara de perder o seu centroavante Louback, agora jogando para o Marília, da terceirona de São Paulo. Logo no início do primeiro tempo, um pênalti duvidoso em favor do União foi marcado pelo árbitro Marcos Vinicius Soares Martins, que deu um show à parte na tarde ensolarada de domingo. O atacante Cleiton quis esperar a movimentação do nosso bom goleiro Fernando, que foi mais inteligente e esperou o chute, no canto direito, e fez uma bela defesa. Isso deu ânimo aos nossos guerreiros, que conseguiram se soltar um pouco mais.

Aos 40 minutos, o zagueirão Marcão (Marco Mateus) fez um gol de cabeça, após precioso lançamento da direita, sem chances de defesa para o arqueiro Marcos Paulo, de São Chico. A torcida  vibrou muito. Após o intervalo, tivemos chances para os dois lados, como se diz: “lá e cá!”.  Aos  21  minutos, o exigente árbitro   expulsou o jogador beltranense Cleiton, por reclamação.  Buscando holofotes, o tempo todo, exigia que a bola fosse movimentada exatamente do local que ele determinava, nas cobranças de falta ou escanteio; e os laterais, da mesma forma, não podiam ser cobrados mais do que dois metros de onde a pelota tinha saído. Foi um show à parte. Prejudicou mais o Cascavel CR, mas não foi determinante para estragar o espetáculo.

Mesmo com um homem a menos, o União foi para cima e quase marcou em pelo menos duas oportunidades. Porém, o aguerrido esquadrão cansou e deu chances para o Cascavel CR marcar, várias vezes. Assim, com tranquilidade, Lucy e Rone fizeram o segundo e o terceiro gols, no finalzinho do segundo tempo. Fim de papo, Cascavel CR 3 x 0 União de Francisco Beltrão, que amarga uma lanterna e dificilmente escapa do rebaixamento. O nosso time, raçudo e cascudo, depende apenas de si mesmo para permanecer entre os oito primeiros lugares e seguir para a próxima etapa. Se vencer o Cianorte em casa, no próximo sábado, encaminha a sua classificação para a sequência do campeonato.

Já o FC Cascavel não teve uma boa jornada nesta rodada, perdendo para o Cianorte na casa do adversário: Estádio Municipal Olímpico Albino Turbay. Levou o primeiro gol (Lucão) aos nove  minutos do primeiro tempo, conseguindo o empate na jogada seguinte, com um gol de  Marcel. Apesar do domínio da posse de bola no meio de campo e mais chances de gol, nossa equipe não conseguiu marcar. No segundo tempo, Paulo Baya, (sempre ele) quase desempatou o jogo, o que deixaria o FC Cascavel em excelente posição.  Mas o Cianorte pressionou e fez mais dois gols, com Filipe Ramon aos 36 minutos e novamente Lucão aos 47. Ao final da rodada, o FC Cascavel ficou com a terceira colocação no campeonato, e espera o Londrina no próximo domingo, no Estádio Olímpico Regional, para mostrar a sua força e ficar entre os quatro primeiros, podendo ter a vantagem de fazer o segundo jogo do mata-mata em casa, na sequência do campeonato.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!