Colunas

COPA DO BRASIL

FC Cascavel perde para o Avaí na dura realidade da Copa do Brasil

Publicado em: 16/04/2021


O FC Cascavel foi batido pelo Avaí numa partida onde suas limitações técnicas ficaram escancaradas – agora é voltar para casa e contratar algumas peças para manter o bom aproveitamento no Estadual.

 
Como disse o narrador de Copa do Mundo, Edson Morais, da Rádio Colmeia FM, “no futebol não existem milagres, existe lógica”. E foi o que aconteceu no Estádio da Ressecada, na noite de quinta-feira, em Florianópolis. O Avaí acertou o time, com uma defesa muito bem postada e um meio de campo que dominou a equipe do Oeste paranaense.

Se quando bateu o Figueirense na primeira fase da Copa do Brasil, o FC Cascavel mostrou força e até igualdade de condições técnicas, na partida contra o Avaí não teve força para o chamado mano a mano. No primeiro tempo o Avaí envolveu completamente o FC Cascavel e não marcou pelas excelentes defesas do arqueiro Ricardo. Quando se esperava o apito final da primeira parte da partida, o jogador Junior Dutra, aos 47 minutos, fez um belo gol de cabeça depois de um cruzamento preciso do lado esquerdo do ataque (que esteve muito à vontade na noite), atrapalhando as pretensões do técnico Tcheco, de reorganizar o time. 

Douglas e Gama entraram e deram um pouco de força, um sopro de vida para o FC Cascavel no primeiros minutos do segundo tempo. Parecia que o jogo se equilibraria. Mas não foi essa a sorte da Serpente Aurinegra. Aos 21 minutos, Giovanni acertou um golaço, da entrada da grande área, com um chute indefensável, no ângulo direito do arqueiro Ricardo.

Depois disso, sempre com a marcação alta, e aproveitando o talento de jogadores experientes e a força física de talentos jovens, das categorias da base, o Avaí  perdeu uns dois gols, jogou uma bola na  trave do FC Cascavel e teve um gol erradamente anulado. Um placar de 3 ou 4 x 0 teria sido normal. As tentativas de ataque do FC Cascavel, sempre pelo lado esquerdo, com bolas alçadas na área do Avaí não deram resultado. Entraram vários jogadores, mas faltou o atacante matador, faltou o drible, a jogada aguda que poderia melhorar a situação. Não tem esse jogador no plantel atual.

Para continuar tendo um ano de vitórias, e uma participação empolgante na Série D do Brasileirão, será necessária a contratação de reforços para o meio de campo e ataque. Voltamos para o Campeonato Estadual, valeu a participação. 
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!