A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história

Bola na Aldeia

Márcio Couto
Médico, escritor e entusiasta do esporte

Jogo ruim em Caxias, empate importante

Publicado em: 20/06/2022

0x0 valeu como vitória

O FC Cascavel literalmente arrancou um empate em Caxias do Sul (no Estádio Centenário, onde ocorreu o primeiro jogo de futebol televisionado em cores no país, em 19 de fevereiro de 1972. A partida histórica foi o empate em 0 x 0 entre os times gaúchos Caxias e Grêmio.
 

O amistoso fez parte da programação da Festa da Uva) no sábado (18), depois de um jogo muito truncado, com muitas chances de gol perdidas para o time da casa. O 0x0 deixou o Cascavel na segunda posição do grupo, que tem agora quatro (04) times embolados e brigando para seguir em frente na Série D do Brasileirão.

O jogo começou com muita disputa de bola e muitas jogadas duras, com o duelo no meio de campo permanecendo equilibrado na primeira etapa. O Cascavel teve oportunidades claras de marcar, com Gama batendo de fora da grande área com algum perigo e Fernando desperdiçando uma cabeçada, livre, na pequena área, numa cobrança de escanteio; o time desperdiçou ainda um cruzamento de Michel, depois de uma trama boa de passes num contra-ataque pela direita, aos 46 minutos.
 
O Caxias aguardou um erro do Cascavel nessa primeira etapa, mas não teve sorte. Aos 22 minutos foi carimbado o travessão de André Luís, uma bomba sem chance de defesa. Ítallo impediu,  mais tarde, a chegada do centro-avante, salvando um passe certeiro - e o Caxias fez também dois bons contra-ataques, mas finalizou mal. Quatro chances de gol para o Caxias e três para o Cascavel.

Para o segundo tempo, o Cascavel pouco produziu do meio para o ataque, com muita dificuldade na saída de bola. Suportou quatro ofensivas do Caxias, que errava muito nas finalizações. Aos 25 minutos, Michel salvou na linha do gol uma cabeçada do atacante gaúcho, e aos 26 o zagueiro Thiago Sales perdeu de marcar também de cabeça ao escorar uma cobrança de escanteio, com André Luís e os defensores batidos.

A entrada de Willian Simões trouxe mais movimentação no ataque. O atacante gaúcho Matheuzinho incomodou bastante a defesa da Serpente. A última chance do Caxias foi aos 38 minutos, com mais um cabeceio para fora, de um escanteio.

O técnico Thiago Carvalho e a diretoria do Caxias reclamaram muito do árbitro da partida, Antonio Márcio Teixeira da Silva. Houve um bom comparecimento da torcida ao estádio, onde houve inclusive show musical antes da partida e sorteio de brindes.

O Caxias tinha 100% de aproveitamento em casa, mas não superou a Serpente do Oeste. Já o técnico Tcheco comemorou o empate como um ponto importante conquistado, mas não gostou do ataque do Cascavel – precisa de mais treino e entendimento entre os jogadores. Com o empate, o FC Cascavel chegou a 18 pontos e se manteve na vice-liderança do Grupo 8. Caxias e Aimoré vem a seguir com 17 pontos.

Na próxima rodada, o time irá enfrentar o Aimoré, no Estádio Olímpico Regional. O jogo será no sábado (25), às 16h. O Azuriz (primeiro colocado no grupo, com os mesmos18 pontos, mas com melhor saldo de gols) enfrentará o Próspera, fora de casa, nesta segunda-feira (dia 20).
 
 

PRÓXIMO ADVERSÁRIO, AIMORÉ
No Estádio 19 de Outubro, em Ijuí, o Aimoré visitou o São Luiz e venceu pelo placar mínimo. Aos 18 minutos do segundo tempo, David arriscou de muito longe e acertou o ângulo do goleiro João Augusto para marcar o único gol do jogo.

Com a vitória, o Índio Capilé soma 17 pontos, em quarto lugar, abaixo do Caxias apenas no saldo de gols. A equipe de São Leopoldo abriu quatro de vantagem em relação ao próprio São Luiz, quinto colocado.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751