A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história

Bola na Aldeia

Márcio Couto
Médico, escritor e entusiasta do esporte

O FC Cascavel fez um bom jogo mas não superou o Paraná Clube

Publicado em: 01/08/2022


Mais uma vez a Serpente perde na cobrança de penalidades

O FC Cascavel fez uma partida equilibrada contra o Paraná Clube, mas não contou com dois dos seus principais jogadores: o meia Thiago Luís e o atacante Lucas Batatinha, que se recuperam de lesões. Fizeram falta.

Apenas no final do segundo tempo houve armação de jogadas com algum perigo. No mais, foram dois tempos disputados por equipes que se dedicaram a se defender muito bem e esperar um erro do adversário, e foram poucas as oportunidades.

No primeiro tempo houve uma chance real de gol para cada time, com o experiente árbitro carioca Grazianni Maciel Rocha favorecendo o time da capital em jogadas duvidosas. Logo no início do segundo tempo foi marcado um pênalti duvidoso, quando Jacy tropeçou no atacante Rafael Silva, depois de um carrinho de Willian, que acabou derrubando os dois (Jacy e Rafael Silva).
 

O atacante desperdiçou, isolando a cobrança. Victor Daniel desperdiçou um contra-ataque aos 20 minutos, depois de receber uma bola mamão com açúcar de Rodrigo Alves na cara do goleiro Felipe, do Paraná Clube. O empate no tempo normal foi justo, com Jacy e o arqueiro André Luís sendo os destaques do time do Oeste.

Na cobrança de pênaltis, apesar de André Luiz fazer duas defesas que colocaram em vantagem o FC Cascavel em dois momentos, os atacantes Rodrigo Alves, Léo Itaperuna e ainda Gama não marcaram, com o primeiro isolando e os outros dois encontrando a fortaleza de Felipe embaixo do travessão.

Os 13 mil torcedores presentes na Vila Capanema fizeram a festa, mas a equipe tem duras jornadas pela frente – mais quatro partidas para conseguir subir para a Série C, e o ataque não tem demonstrado a força necessária. Agora o próximo adversário será o Pouso Alegre, de Minas Gerais, que eliminou o Operário do Mato Grosso.
 

Para o FC Cascavel resta o planejamento e aproveitar parte da comissão técnica e de jogadores que se destacaram. O time mostrou raça mas não conseguiu armar um grupo mais robusto do que alguns adversários que encontrou no caminho, contando infelizmente com lesões de jogadores importantes na reta final da competição. Agora é começar de novo. Um dia vai dar certo.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751