Colunas

Seja grato, mas não fique dependente

Publicado em: 13/02/2020

A grandeza é reconhecida dentro de si e obrigatoriamente quando sentimos a grandeza dos outros. A grandeza está conectada com a humildade e o amor

Somente quando a fruta madura cai a terra, desprende aquilo que serve ao futuro. Muitos soldados da segunda guerra mundial quando voltaram para casa, tiveram de reconhecer que a lealdade a que foram exigidos, trouxe desgraça para si e para os adversários e que essa lealdade exigiu coisas terríveis e às vezes até criminosas.

A lealdade e a obediência cega são obstáculos ao desenvolvimento. Elas impedem o desenvolvimento e paralisam. Muitos de nós temos exemplos heroicos daqueles que somos leais, contudo nossa lealdade cega nos leva a dependência. Ser fiel ao todo da realidade trará luz a sua vida. Não deixe sua lealdade restrita. Uma rebelião é necessária quando em direção a algo maior, que constrói. Já uma rebelião que se origina na cegueira destrói.

Seja leal, mas não cego, seja grato, mas não fique dependente. Nos atendimentos de bioliderança® tenho notado uma distorção sobre o sentimento de grandeza, que nada mais é aquele que se sente igual aos outros, pois a maior grandeza que possuímos é aquilo que compartilhamos com todos os seres humanos. A grandeza é reconhecida dentro de si e obrigatoriamente quando sentimos a grandeza dos outros. A grandeza está conectada com a humildade e o amor. 

Contudo, quem vive uma vida de exaltações, a vida se retrai, a vida perde conexões. A presunção nos traz solidão e desconfiança. Ainda, quando você se humilha, se coloca abaixo dos outros seres humanos você também perde a conexão com eles, desprezando a honra da grandeza humana. 

Reconheça em você o que de especial lhe foi dado, assim como em qualquer outro ser humano. Você esta a serviço do todo, por isto o especial é mesmo, onde parece ser diferente, no todo, igual a qualquer outro. Em 2020, abrace a maturidade, se a fruta madura que enfrenta o mundo, seja grande e liberte-se da lealdade cega. 
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

1 COMENTÁRIO(S)

Uma boa reflexão, pois nós mesmo, sabemos o quanto e até onde podemos ser leais. Mas, não sabemos até onde vai a lealdade das pessoas a quem somos leais.
comentado por Sebastião Mauri Magalhaes em 13/02/2020
Muito obrigado Sebastião, fico muito feliz com seu comentário. Quanto mais conscientes da realidade, mais certos da lealdade coerente, inteligente e cristalina.
comentado por Revista Aldeia em 26/05/2020
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!