A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história

Cris na Europa!

Cris Canassa
Jornalista, dedicada à gastronomia, curiosa, vê simplicidade em tudo, ama descobrir coisas novas por aí, pelo mundo.

Ponte queimada, história que fica

Publicado em: 15/10/2021


Um incêndio destruiu parte de uma ponte importante em Roma. A Ponte da Industria, mais conhecida como Ponte de Ferro, foi construída entre os anos 1862 e 1863

Eu ainda não estava certa sobre o que escrever pra coluna e aí recebi a notícia de que a Ponte de Ferro (Il Ponte di Ferro), a 180 metros de onde eu moro, tinha pegado fogo. Por incrível que pareça não ouvi nada e nem senti o cheiro que vinha daquela destruição.

Só sei que o dia 02 de outubro de 2021 vai ficar marcado, pois é um pedaço da história de Roma que se queimou, e um pedaço da arquitetura que vai levar muito tempo pra se reerguer e voltar à normalidade. 
 
A Ponte da Industria, mais conhecida como a Ponte de Ferro, é uma ponte importante pra cidade, pois liga dois bairros da capital (Ostiense – Portuense), e serve de passagem para muitos moradores.

“Além de sentir uma dor muito grande, eu não sei como vou fazer agora, sempre usei a ponte para poder ir ao trabalho, vai ser difícil achar uma alternativa”. Ouvi muitos relatos assim enquanto estava ali no dia seguinte do incêndio. 
  
Não é apenas uma ponte de passagem, é uma parte da história de Roma.  Foi construída entre os anos de 1862 e 1863 por uma sociedade belga para consentir então a linha ferroviária vindo de Civitavecchia. A inauguração contou com a presença do pontífice Pio IX.  

Em 7 de abril de 1944, a estrutura foi palco a uma barbárie nazifascista. Dez mulheres foram executadas pelas tropas do serviço de segurança da SS (tropa de choque de Adolf Hitler), após o assalto a um forno que abastecia as tropas de ocupação alemãs.

As mulheres foram surpreendidas pelos soldados alemães com pão e farinha, após se alinharem nas barreiras da Ponte dell'Industria, ao lado da Via del Porto Fluviale, elas foram fuziladas.  

Não se sabe de certo o que causou o acidente, apenas suspeita de que tudo começou a partir de pessoas que vivem em estado de rua e que dormem embaixo à estrutura metálica, escondidos na densa vegetação seca, gritavam por socorro.

A única coisa certa que sabemos é que o Tevere (Rio Tibres), não será mais o mesmo sem a sua “Ponte di Ferro”.  Esse é o segundo episódio de incêndio, o primeiro aconteceu em 2013, mas sem graves danos.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

1 COMENTÁRIO(S)

Linda historia !! Mais muito triste !!esperamos que construa de novo !
comentado por Leonice em 19/10/2021
© 2021 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751