Colunas

Nossos filhos competirão com robôs no futuro?

Publicado em: 22/11/2019

A robotização e a inteligência artificial influenciarão na vida de nossos filhos. Portanto, para que eles sejam relevantes dentro dessa realidade é fundamental investirmos na aprimoração de suas habilidades humanas


Que habilidades serão necessárias para encarar a 4ª revolução industrial? O mundo está transformando-se em uma velocidade incrível. Se fizermos um paralelo entre o tempo que as mudanças das três primeiras revoluções industriais - mecanização dos processos: pessoas que foram substituídas por máquinas; novas invenções: automóveis e os equipamentos eletrônicos: computadores - levaram para impactar 50 milhões de pessoas e o tempo que as invenções e inovações levam nos dias de hoje para impactarem o mesmo número de pessoas, essa velocidade fica bem explícita. 

•    Eletricidade: 46 anos
•    Televisão: 22 anos
•    Computador: 14 anos
•    Celular: 12 anos
•    Internet: 7 anos
•    Facebook: 4 anos
www.visualcapitalist.com/how.long.does.it.take.to.hit.50.million.users/

Vivenciamos a 4ª Revolução Industrial: tecnologia na comunicação, robótica e inteligência artificial. Inovações que nos exigem habilidades como: curiosidade, inteligência socioemocional e pensamento crítico, surpreendentemente, o que temos de mais humano e mais difícil de automatizar. Segundo o World Economic Forum-WEF, 65% das crianças que estão na escola, trabalharão em empregos que ainda não existem. 
Diante desse cenário, como a família e escola regular está preparando nossas crianças? Temos grandes desafios. O maior deles é incorporar as habilidades do século 21 no ensino do dia-a-dia:

Pensamento crítico: os conteúdos estão na web, por isso o papel mais importante das escolas é ensinar as crianças a fazer perguntas a pensar por si mesmas. 
Colaboração: trabalhar em equipe é essencial.
Adaptabilidade: aprender a observar e a ser flexível às mudanças.
Iniciativa: é necessário inspirar as crianças a agir, a serem protagonistas do processo.
Boa comunicação: mais do que regras gramaticais, nossos filhos precisam aprender a transmitir suas ideias e emoções de maneira coerente.
Acessar e analisar informações: em uma imensidão de conteúdos disponíveis, o que vale é diferenciar o relevante do que é fake.
Criatividade: ler, brincar e desenvolver projetos dos mais diversos níveis de complexidade formará adultos criativos.

E então, o quanto a escola e a família estão conscientes e incentivam o desenvolvimento dessas habilidades? Certamente a robotização e a inteligência artificial influenciarão na vida e carreiras de nossos filhos. Portanto para que eles sejam relevantes dentro dessa realidade é fundamental investirmos na aprimoração de suas habilidades humanas, as quais levarão um tempo bem maior para serem robotizadas.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!