Colunas

Aprendizagem criativa

Publicado em: 18/03/2020

O que é e como pode ajudar na educação de nossos filhos. A aprendizagem criativa propõe a produção a partir da experimentação concreta e ativa

A maravilhosa teoria desenvolvida pelo matemático Seymour Papert juntamente com a equipe do MediaLab do MIT, assim como as teorias sócio-construtivista de Piaget e sócio-interacionista de Vygotsky, considera que o aluno aprende de maneira mais eficaz se estiver envolvido na construção do conhecimento, fato que faz o processo de aprendizado ser mais significativo para ele.

Assim, a aprendizagem criativa propõe a produção a partir da experimentação concreta e ativa, trazendo um modelo espiral de aprendizagem; inicia com imaginação, seguido pela criação, pelo brincar, pelo compartilhamento, reflexão e finalmente volta para imaginação. A aprendizagem criativa tem como base os quatro Ps: para construir o processo de aprendizagem, o estudante necessita planejar estabelecendo um Projeto que seja de seu interesse, que esteja de acordo com seus desejos individuais, despertando o querer, a Paixão.

Dentro do processo de socialização do ser humano, a validação de nossos projetos e paixões pelo outro é de extrema importância, por isso precisamos compartilhá-los com nossos Parceiros, amigos colegas de escola e de trabalho. E para completar, que tal tornar esse processo divertido? O 4º P é o Play, o brincar, através do qual podemos extravasar o processo criativo sem barreiras e/ou burocracias.

E como isso se aplica ao dia a dia com nossos filhos? Partindo do princípio de que todo momento é um momento de aprendizado, podemos aplicar os quatro Ps em várias horas do cotidiano. Eu particularmente gosto muito da cozinha como ambiente de aprendizado; se seu filho não gosta de comer frutas, por exemplo, que tal convidá-lo para fazer picolé de melancia? Pode ser um projeto interessante com algo (picolé) que a maioria das crianças tem paixão, executado com parceiros legais, irmãos e ou colegas de escola, criando situações divertidas - “playing with them”- para exercitar a criatividade e as possibilidades de execução do projeto.

Ah, é importante lembrar que o foco da aprendizagem criativa é o processo e não o resultado. Lembro que dia desses encontrei um ex-aluno, hoje adulto, e ele comentou sobre uma aula em que fizemos biscoitos de chocolate; a primeira coisa que me veio em mente foi que o biscoito “não deu ponto”, mas para meu espanto o que ele lembrava foi o quanto se divertiu fazendo os biscoitos e disse que precisava da receita para fazer com o filho. Provando mais uma vez que o mais importante não é a chegada ou a partida, mas sim o que vivemos ao longo do caminho.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!