Colunas

EDUCAÇÃO

O que podemos aprender quando não estamos aprendendo?

Publicado em: 19/06/2020

Ao mesmo tempo que precisamos reconhecer este esforço genuíno de instituições e educadores, precisamos ainda reconhecer e entender a dificuldade que muitas famílias vivem

Com a quarentena imposta pelo coronavírus, a educação formal passou a ser um dos maiores desafios para milhões de famílias e instituições de ensino ao redor do planeta. Um híbrido de “homeschooling + EAD”, ou educação domiciliar com orientações de ensino à distância, passou a fazer parte da rotina familiar e da prática de escolas e universidades. Percebemos os esforços gigantescos que a maioria das escolas e profissionais de educação estão fazendo para oferecer soluções no intuito de não deixar milhões de alunos sem aulas, tentando bravamente dar continuidade ao currículo escolar, para diminuir o impacto da perda de aulas neste período de quarentena. 

Ao mesmo tempo que precisamos reconhecer este esforço genuíno de instituições e educadores, precisamos ainda reconhecer e entender a dificuldade que muitas famílias vivem em função de não poder “mandar” os filhos para a escola. Enquanto uma parte delas consegue viver esta experiência como um novo momento que oportuniza a melhora da convivência e das relações familiares, outras tantas vivem um verdadeiro drama com a sobrecarga de ter pai e mãe trabalhando - em home office ou não – e agora acumulando a tarefa de dividir a educação formal dos filhos com a escola. Sem falar na angústia de vestibulandos, universitários e formandos.

Sem dúvida nenhuma a educação formal sofre e sofrerá muitos prejuízos até testemunharmos a descoberta de uma vacina ou de um medicamento que seja realmente eficaz no tratamento deste vírus, isso é fato, não temos como mudar. Então, talvez um dos aspectos mais importantes nesse momento seja entender que precisamos despressurizar as exigências com a escola, com os estudantes e com nós mesmos como pais e profissionais. 

Que tal nos perguntarmos: “O que podemos aprender quando não estamos aprendendo?” Acredito que todo momento é um momento de aprendizado e, por isso, o que quero dizer com essa pergunta é que a educação formal é muito importante sim, mas não é só através dela que adquirimos conhecimento. Existem muitas lições importantes sobre adaptabilidade, sobre tolerância, sobre resiliência, sobre criatividade e tantas outras, que podemos estar perdendo em função do estresse e da pressão que nos impomos ao querer que tudo seja como antes, ao querermos que tudo seja perfeito em um momento de pandemia. Em meio à preocupação, também pode haver espaço para novos tipos de descobertas. Nós precisamos apenas estar abertos para vivê-las. 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!