Colunas

Compartilhamento: da tendência à realidade

Uma tendência urbana global que vem crescendo exponencialmente nos últimos anos é o compartilhamento de ambientes, seja na esfera empresarial – coworking, ou na esfera residencial – coliving.

Nos últimos anos surgiram várias empresas denominadas coworking, que consiste em um imóvel no qual várias empresas ou profissionais autônomos instalam seus escritórios e compartilham serviços e instalações, mediante o pagamento de uma taxa ao proprietário e este se encarrega de fornecer o imóvel, as instalações, os móveis e equipamentos e também alguns serviços como recepção e limpeza. 

Poderíamos chamar de um “hotel de empresas”, pois a entrada e saída do local é muito simples, sem envolver mudanças e reformas. Além da facilidade de instalação, as empresas e profissionais ganham na redução de custos, através do compartilhamento, e pelo baixo investimento em instalações.

Por outro lado, o que cresce também são os lançamentos de edifícios residenciais denominados coliving, os quais contam com várias áreas comuns - lavanderia, cozinha compartilhada, sala de jogos, sala de reuniões, academia, espaços de trabalho, e uma área privativa reduzida - o morador tem na sua unidade apenas o que julga necessário (cama, sofá, uma pequena cozinha e um banheiro) e todo o resto é compartilhado, até bicicletas, ferramentas e utensílios domésticos. 

Isso se deve ao fato de muitas pessoas hoje estarem cada vez menos interessadas em ter, e mais em vivenciar. Importante para esse modelo de negócios é a localização do edifício, preferencialmente em região central, próximo a restaurantes, transporte coletivo e serviços, tendo em vista que a tendência do usuário desse tipo de imóvel é a de não possuir veículo.
 
Sergio Casarotto, empresário e consultor imobiliário,
com a colaboração de João Pedro Casarotto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.