A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história

Mundo dos Queijos

Maike Tais Maziero Montanhini
Doutora em Tecnologia de Alimentos e apaixonada por queijos

Queijos Grana

Publicado em: 20/09/2021


Originalmente italianos, o Grana Padano e o Parmeggiano Reggiano são os mais célebres e conhecidos queijos desta categoria. São queijos notórios e apreciados.

Os queijos Grana fazem parte da categoria de queijos duros e de maturação longa. A palavra Grana significa “grãos, grânulos” e remete à textura quebradiça destes queijos.

Originalmente italianos, o Grana Padano e o Parmeggiano Reggiano são os mais célebres e conhecidos queijos desta categoria. São queijos tão notórios e apreciados que ganharam várias versões pelo mundo, como o Parmesão, Parmesano, Reggianito, Grana e vários queijos que seguem a mesma tecnologia de fabricação.

O Grana Padano e o Parmeggiano Reggiano possuem Denominação de Origem Protegida (DOP) e só podem ser produzidos nas regiões demarcadas para cada um, no norte da Itália. Por isso os queijos produzidos em outras regiões do mundo devem receber nomes diferentes ou a classificação “Queijo Tipo...”, como é feito no Brasil.

Os queijos grana italianos são produzidos com leite cru de vaca semidesnatado, seguindo métodos tradicionais de fabricação, como o uso de tachos de cobre e corte da coalhada manual com o Spino, um utensílio específico para este tipo de queijo.
 

O grande diferencial destes queijos, além do baixo teor de umidade, é o tempo de maturação, que pode levar de 9 até mais de 24 meses. A maturação é feita em câmaras com temperatura e umidade controladas, onde os queijos são virados frequentemente e avaliados com relação à sua qualidade.
 

Por isso que, quanto mais maturado for o queijo, mais caro ele é... Durante a maturação ocorrem reações químicas e enzimáticas que conferem aos queijos seu sabor inigualável e sua textura característica. Também são formados os cristais de tirosina, que conferem uma textura arenosa presente nos queijos bem maturados.

A tirosina é um aminoácido liberado durante a quebra das proteínas e, sendo insolúvel, acaba cristalizando. Estudos indicam que a tirosina ativa hormônios da tireoide que estão diretamente ligados ao sentimento de felicidade, pois combatem a ansiedade e a depressão - além de vários outros benefícios. Esta é mais uma prova que consumir queijos nos torna pessoas mais felizes!

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751