Colunas

Sim, é verdade!

Publicado em: 21/10/2019

“O homem que não conhece a dor, não conhece a ternura da humanidade”
Jean-Jacques Rousseau

Às vezes me perguntam se os personagens sobre os quais eu escrevo são verdadeiros. Todos. Sem exceção. O ser humano, do mais pobre ao mais rico, do mais ignorante ao mais sábio, do mais humilde ao mais arrogante, é sempre uma fonte prodigiosa de histórias fascinantes.

Alguns nunca vamos entender. É o caso de Xavier Duran, irmão do consagrado fotógrafo espanhol J.R Duran. Trabalhei com Xavier na Gazeta do Paraná nos anos 1990. Sim, o irmão do “famosão” das celebridades, já passou por Cascavel. Vivia quase como um mendigo ganhando uns trocadinhos como chargista. Nunca se soube ao certo sua história. Loucura ou lucidez demais? Não sei.

Xavier era coxo, magrelo e pálido. Eu o achava velho. Mas devia ter uns 50 anos. Comia alho e soja. E só. Todos os dias quando chegava na redação exalava um cheiro forte, azedo até. Dizia ele que não precisava de mais nada. As gravatas borboletas disfarçavam as roupas surradas e, de certa forma, traziam à tona o seu passado aristocrático.

Filho de um industrial espanhol que migrou com a família para o Brasil em meados de 1970, Xavier chegou a trabalhar em multinacionais, ganhou muito dinheiro, viveu todas as loucuras e perdeu-se. Raramente falava sobre si. Raramente alguém o ouvia. Quase sempre eu estava por ali. Xavier sabia muita coisa. Lia muita coisa. Ensinava muita coisa. Dizia-se catalão. Jamais um espanhol. 

Por conta desta atenção mínima, ganhei muitos desenhos dele e até um troféu esculpido em madeira e com uma mensagem serigrafada de boa sorte. À época eu estava mudando para o Maranhão. Fui embora. Voltei. Nunca mais ouvi falar de Xavier. Dia desses, olhei para o pequeno troféu e chorei. Havia muita humanidade naquele pobre catalão. Tanta humanidade que ele não suportou a engrenagem dilacerante dos homens comuns. 


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!