A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história

Pensata

Rejane Martins Pires
É jornalista e editora da Revista Aldeia.

Pecados inventados

Publicado em: 16/06/2021
“O amor deveria perdoar todos os pecados”
Oscar Wilde

Nunca gostei muito desta história de pecados. Até uns seis anos de idade, vivia aterrorizada com medo de ir para o inferno. Primeiro porque era peralta mesmo. Segundo, porque ninguém explicava direito as coisas. E tudo era pecado! Bastava existir para pecar.

Pesquisando sobre os pecados, descobri que eles foram formalizados no século 6, quando o papa Gregório Magno definiu como sendo sete os principais vícios de conduta: gula, luxúria, avareza, ira, soberba, preguiça e inveja.

A lista, porém, só se tornou “oficial” na Igreja Católica, no século 13, com a Suma Teológica, documento publicado pelo teólogo são Tomás de Aquino. Mas quem popularizou este conceito foi o escritor Dante Alighieri em sua obra-prima “A Divina Comédia”. Todo esse esforço em descrever defeitos de conduta tinha um motivo: facilitar o cumprimento dos Dez Mandamentos. 

E como há uma “saída” para tudo, para cada pecado foi inventada uma solução. Para isso foram criadas as sete virtudes fundamentais. Para a soberba, a humildade. Avareza, generosidade. Luxúria, castidade. Ira, paciência. Gula, temperança. Inveja, caridade. Preguiça, diligência. 

Na minha primeira confissão, sem entender nada, mas desconfiando e questionando tudo, inclusive a capacidade pecadora de uma criança, “inventei” uns pecadinhos. O padre, cumprindo seu papel, foi duro na penitência. Dez aves-marias e dez pais-nossos. Quanto mais pecado, mais oração!

Acontece que de boba eu não tinha nada e aprendi a burlar as rezas. Ué, se os pecados eram de mentirinha, a oração também podia ser! Ajoelhava, resmungava alguma coisa e saía correndo brincar. O mundo lá fora era muito mais interessante e, na minha cabeça, sem pecado algum!
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751