A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história

Pensata

Rejane Martins Pires
É jornalista e editora da Revista Aldeia.

Cansei dos excessos!

Publicado em: 16/11/2021
“Nesta era de acúmulo, gestos de desapego são raros e transformam um
dia banal em um dia especial”
Martha Medeiros

Estou num movimento de volta. Regressar, às vezes, é preciso. E regresso para o mínimo possível. Cansei dos excessos. Quando se chega aos 50, você percebe que carregou muita coisa. Pra que tanta quinquilharia? Pra que tantos pratos? Sapatos? Papéis? Quero a liberdade de não ter nada, ou quase nada. 

Nunca fui acumuladora, nem uma grande consumidora, mas permiti acúmulos. E eles não são saudáveis. Além de ocupar espaço, se tornam um peso. Para mim, pelo menos, acúmulo é sinônimo de sofrimento mental. Sempre fui assim. Desde pequena tive uma forte ligação com andarilhos. Ao mesmo tempo em que não tinham nada, carregavam um universo dentro de si.

Nunca consegui ser a andarilha dos meus sonhos, mas sei que posso viver aquilo que deixei no passado, aquilo que realmente sou. Uma casa minimalista. Uma vida minimalista. Cada vez estou mais consciente de que preciso praticar uma vida simples. E para isso, tenho refletido sobre o que é essencial, sobre o que, de fato, é felicidade. É viver como um caramujo carregando um gigante nas costas?

Dia desses li um artigo sobre a quantidade de itens que uma casa nos Estados Unidos tem. São, em média, 300 mil itens. É muita coisa. Como ter leveza e paz num ambiente assim? Asfixia total. Agora em diante minha cruzada é banir os excessos e viver com o que sempre sonhei: nada além do que preciso. E não preciso de muita coisa.

Só a liberdade de respirar já é suficiente... Afinal, como diz o ditado popular, caixão não tem gaveta!
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751