A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história

Pensata

Rejane Martins Pires
É jornalista e editora da Revista Aldeia.

Em 2022 fuja dos anzóis!

Publicado em: 13/12/2021
“Toda vez que você diz ‘sim’ e quer dizer ‘não’, morre um pedacinho de você”
Albert Einstein

Dizer “não” é sempre um ato de coragem. Dia desses estava refletindo sobre a quantidade de “nãos” que eu poderia ter dito e não disse. Ao dizer sim, estive em muitos lugares somente por estar, sem afinidade alguma.

Sabe aquele história do “tem que ir, tem que marcar presença”? Mas a verdade é que, na maioria das vezes, você é convidado somente para fazer volume ou, pior ainda, para ser usado. Se a sua imagem vende (não é o meu caso), aí sim, mora o perigo. 

E é incrível como nesta época, fim de ano, brotam convites aleatórios. Dos mais diversos. É inauguração de loja. É palestra show. É happy hour de lançamento. É de tudo. Pessoas que cruzam contigo na rua e sequer cumprimentam, lançam o anzol.

“Olha, sua presença é muito importante”, “O evento não será o mesmo sem você”, “Será uma noite de muito glamour”, “Só gente de sucesso”. Frases típicas para fisgar qualquer um. Basta ficar de boca de aberta, e, lá está você, num lugar que nada tem a ver contigo, com pessoas que nunca viu e o pior, com sorriso forçado. Tô fora!

É claro, gosto de receber convites, mas faz algum tempo que tenho analisado a origem. E aí entram os vínculos. Quando a parceria ou o vínculo de amizade é perene, digo sim, com maior prazer. Quando sinto que é algo apenas para “fazer volume” estou declinando. Com o tempo, vamos desenvolvendo a capacidade de mapear quem de fato merece seu tempo, sua presença.

Tudo isso pode parecer arrogância, mas não é não. É o que muitos sentem e tem medo de dizer. E também um alerta para que cada vez mais sejamos verdadeiros. Não é porque você não vai em determinado evento que o mundo acabou para você. Está “out”, como dizem por aí. Cada um sabe sua prioridade. 

Cito aqui uma frase da atriz Marília Pêra para exemplificar a importância de dizer não para ser mais feliz. Aos 70 anos, ela recusou um projeto importante e uma jovem atriz disse: “Lógico que você pode dizer não, você é a Marília Pêra!”.

Ela respondeu: “É exatamente o contrário. Eu só sou a Marília Pêra porque aprendi a dizer não”. Por tudo isso, não tenha vergonha de dizer “não”, pois do contrário, estará fazendo mil coisas ou estando em mil lugares sem sentido algum! Fuja dos anzóis!
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751