Colunas

Fontes seguras de combate ao vírus

Publicado em: 06/04/2020

Ano passado, o psicólogo Steven Taylor, professor do departamento de psiquiatria da University of British Columbia publicou The Psychology of Pandemics - “A Psicologia da Pandemia”. Ele recolheu experiências passadas e recentes para fazer uma descrição empírica das reações psicológicas típicas em uma pandemia.

O medo, a ansiedade e a solidão; os comportamentos irracionais, os curtos-circuitos de comunicação. Estão todos lá, até mesmo um capítulo especial, que aborda as teorias da conspiração: tentativas toscas de uma personalidade narcisista e supersticiosa dar sentido às coisas.

A incerteza nos faz esperar o pior. Um estudo de 2016 indica que a incerteza é preditora de estresse e se correlaciona com a ansiedade . A ansiedade, aliás, pode ser tão contagiante quanto um vírus. Pesquisadores do Instituto Max Planck, na Alemanha, apontaram que a mera observação de um desconhecido, em situação estressante, pode ser suficiente para fazer nosso corpo liberar cortisol, o “hormônio do estresse”.  Diante da escalada global das preocupações, não surpreende que sejamos afetados direta ou indiretamente pelas consequências. 

Segundo o Le Monde, em 29 de março, 43% dos habitantes do mundo estavam confinados por causa do Covid-19 .  Num instante a vida cotidiana está à mão e de repente a perdemos pelos dedos. Uma mudança tão inesperada produziu, em algumas pessoas, um sentimento confuso, semelhante ao luto . Foi como se expressou recentemente uma articulista do The Guardian: "Passei por dois grandes lutos, próximos um do outro, e este tem o mesmo desamparado sentimento de dor" .

Sem dúvida, as reações emocionais e comportamentais das pessoas repercutem na gestão da crise. Os principais métodos de controle viral são baseados em intervenções educacionais e comportamentais, que dependem da adesão informada da população.

Neste ponto, chegamos à convergência que serviu de mote ao artigo. Rumores, falácias, distorções, desinformações, enfim, todo o espectro de dejetos digitais chamados “fake news” têm um papel sombrio nessa crise. Esta também é uma pandemia digital, talvez a primeira crise de saúde mundial, em que robôs contam entre os principais inimigos da saúde pública.

Não surpreende, portanto, a resposta do professor Baruch Fischhoff, em um podcast de fevereiro, produzido pela APA, American Psychological Association. No final da entrevista, a apresentadora pede ao professor como os ouvintes podem lidar com a ansiedade, enquanto observam o vírus se espalhar pelo mundo .

“... a primeira coisa que as pessoas podem fazer é encontrar uma fonte de informação confiável e simplesmente seguir com ela. Isso as isolará dos boatos e as ajudará a obter uma noção clara e ver como as coisas mudam”. 

Chegou o tempo de valorizar o poder das fontes confiáveis.

Vinicius Valero Pereira é doutorando em Filosofia e fundador do Valongo Checador de Fatos.
Site: valongo.info / E-mail: vinicius@capim.ag
 
De Berker, A., Rutledge, R., Mathys, C. et al. Computations of uncertainty mediate acute stress responses in humans. Nature Communications 7, 10996 (2016). In: https://doi.org/10.1038/ncomms10996.
Engert, V., Plessow, F., Miller, R., Kirschbaum, C., & Singer, T. Cortisol increase in empathic stress is modulated by social closeness and observation modality. Psychoneuroendocrinology, 17 April 2014. In: https://doi.org/10.1016/j.psyneuen.2014.04.005 
Link: Le Monde. 29/03/2020.
O especialista, David Kessler, em entrevista recente para Harvard Business Review: “The loss of normalcy; the fear of economic toll; the loss of connection. This is hitting us and we’re grieving. Collectively. We are not used to this kind of collective grief in the air.” That Discomfort You’re Feeling Is Grief by Scott Berinato. In: https://hbr.org/2020/03/that-discomfort-youre-feeling-is-grief “I have been through two major bereavements, close together, and this has the same unanchored feeling of grief.” Emine Saner, 'Think about the best-case scenario': how to manage coronavirus anxiety. Publicado no site do Guardian. Sun 22 Mar 2020 14.00 GMT. Last modified on Sun 22 Mar 2020 18.50 GMT.  (tradução minha). In:
link.

Speaking of Psychology: Coronavirus Anxiety. No original: “Just as we close out, I want to summarize for our listeners, just what did you take away from this? Can you just give me a few points they can take away from this podcast as they see how this virus plays out and how they might be managing how to manage their anxiety?”. (tradução minha) In:
https://www.apa.org/research/action/speaking-of-psychology/coronavirus-anxiety
Speaking of Psychology: Coronavirus Anxiety. No original: “I think the first thing that people can do is to find a trusted source of information and just follow that. That will insulate them from rumors, and that will help them to get a clear picture and see how things are changed”. (tradução minha) In: https://www.apa.org/research/action/speaking-of-psychology/coronavirus-anxiety 





 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!