Colunas

Tomate, fruto milenar

Publicado em: 28/02/2019


Os frutos são ricos em minerais, licopeno e vitaminas A, B e C. Também apresentam baixo valor calórico


Parente próximo das pimentas, pimentões e berinjelas, o tomate (Solanum lycopersicum) é nativo da América do Sul e Central. Espalhou-se por todo mundo pelas mãos dos colonizadores espanhóis. Estima-se que desde 500 a.C os povos incas, astecas e maias cultivavam como alimento vários tipos do fruto. Atualmente, a China é o maior produtor e consumidor de tomates.

Os frutos são ricos em minerais, licopeno e vitaminas A, B e C. Também apresentam baixo valor calórico. É consumido in natura, sucos, saladas, molhos, em conserva, desidratado (tomate seco), além do tradicional molho tão apreciado em muitos pratos na culinária de vários povos.

Olha que interessante: das muitas propriedades, tem ação diurética, digestiva, ajuda no combate da diabetes, osteoporose e colesterol; é antioxidante e contribui para o fortalecimento do sistema imunológico.

É muito fácil de cultivá-lo, seja em vasos, jardineiras ou em canteiros, como este aqui em casa. Pode chegar a três metros de altura, o que exige uma sustentação para que alastre sem danificar os frutos. As muitas espécies cultiváveis e consumíveis variam de tamanho, forma, sabor e cor.

Em casas agropecuárias encontramos uma grande variedade de sementes ou mudas já prontas para o transplante. O tomate cereja, por exemplo, cresce rapidamente e em pouco tempo você estará saboreando essa delícia e sem agrotóxico. Não há desculpas. Vamos plantar tomates também!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.