Colunas

Tem lavanda no Brasil

Quando imaginamos um campo de lavandas, logo vem à mente as plantações de Provence no Sul da França; mal sabemos que aqui no Brasil essa planta se desenvolve muito bem, e eu fui buscar por elas no município de Cunha, a 250 km da capital de São Paulo

Publicado em: 17/05/2019

Olga Bongiovanni nos campos de lavanda em Cunha, interior de São Paulo

Era ainda criança, poucos anos, muita vivacidade, curiosa, encantada com tudo que os olhos alcançavam. Lembro de numa manhã me perder num enorme campo.

Minha mãe tinha ficado para trás e por todos os lados que eu olhava deparava com o mesmo cenário, uma imensidão de verde e delicadas flores com tons azulados tendendo ao roxo. Dessas flores exalava um perfume delicado e marcante. 

Sentia-me calma, alegre, contente. As pequeninas flores eram visitadas por abelhas de várias espécies, eram tantas que criavam um som especial. A atmosfera ali era diferente. Parecia que aquele lugar era um santuário de paz, impossível não se sentir assim desperto e feliz. Essas lembranças ainda vivem forte no meu coração. 

Muitos anos depois tive a oportunidade de vivenciar novamente essa experiência. Agora adulta e noutras circunstâncias. Quando imaginamos um campo de lavandas,
logo vem à mente as plantações de Provence no sul da França; mal sabemos que aqui no Brasil essa planta se desenvolve muito bem, e eu fui buscar por elas no município de Cunha, a 250 km da capital de São Paulo, quase divisa com o Rio de Janeiro.

Ao subir a Serra já nos deparamos com belos tons de verde em sua paisagem, e ao chegar a 1.200 metros acima do nível do mar a magia acontece. 

Além da beleza incomparável, o perfume exalado pelos mais de 40 mil pés de lavanda se espalha pela propriedade inteira.

Geralmente, reclamamos do preço dos produtos originados dessa planta, mas vejam só, são necessários 80 quilos de folhas e flores para a produção de 400 ml de essência. O processo é trabalhoso e artesanal, mas a partir dele a propriedade produz mais de 80 subprodutos, sabonetes, óleo essencial, velas e cremes, dentre outros. A colheita é feita no sistema de rodízio, logo há floradas a qualquer tempo, o que permite produção durante todo ano. Tudo orgânico, natural e conectado com o melhor da natureza.

Posso garantir para vocês, visitar um campo de Alfazema ou Lavanda é algo transcendente, pelos aromas, pelas cores, pela delicadeza e pela percepção de um agora tranquilo e aconchegante. Quando puder viva um momento desses. Nada se iguala, nada. Não por acaso essa planta de uso milenar vem sendo empregada para tratar feridas do corpo e da alma. Seja como auxiliar em tratamentos de insônia, depressão e ansiedade ou simplesmente dando mais vida e cor aos ambientes. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.