Colunas

Galhos de vida no fundo de casa

Publicado em: 13/02/2020


A vida sempre dá mais do que conseguimos perceber, mais do que sabemos agradecer. Não por acaso o figo é minha fruta preferida. Toda vez que como um figo é como se a vida sorrisse para mim

Uma figueira no fundo da casa. Lá, eu e meus irmãos, nos raros momentos de calma, podíamos brincar um pouco, sentir o vento que vinha de longe para refrescar nossos corpos. Partilhávamos esses momentos com vespas, abelhas, borboletas e passarinhos. Era tanta bicharada naquele canto iluminado. Lá passávamos momentos inesquecíveis.

A vida sempre dá mais do que conseguimos perceber, mais do que sabemos agradecer. Não por acaso o figo é minha fruta preferida. Toda vez que como um figo é como se a vida sorrisse para mim de um jeito novo. O sabor inigualável, a cor, sua textura e a maciez tornam qualquer momento mágico. Não dispenso o doce de figo, outra iguaria tão presente na infância.

Carregamos muita coisa dentro de nós, mas as mais simples, sem dúvida, são mais marcantes e seguem conosco, tornam qualquer dia bom. Dão muitas vezes o alento necessário para viver com mais leveza, mais graça, mais alegria e gratidão.

Agora mesmo estou comendo um figo maduro, com a boca cheia d’água. Fico mais disposta, mais feliz em poder compartilhar com vocês esse momento, essas lembranças tão preciosas. No fundo aqui de casa, ano passado, plantei uma muda de figueira, não vejo a hora de colher. Aos poucos ela vai crescendo, firmando seus galhos, prometendo novas e divertidas lembranças com Alice, meus filhos e todos os meus amigos. O bom é cultivar mais vida!
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!