A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história

Viaje com a Julia

Julia Paixão
Advogada e apaixonada por viagens

Um tango em Buenos Aires!

Publicado em: 13/05/2021


Viajamos para Buenos Aires em janeiro de 2017. Chegamos e saímos pelo Aeroporto Aeroparque, que, apesar de ser considerado “pequeno”, é muito bonito. Optamos por um hotel central (TWO Hotel) porque fizemos muitos passeios a pé. Caminhávamos cerca de 7 km por dia. Para roteiros mais distantes, Uber. As viagens de Uber não passavam de 100/120 pesos, independente do destino, sempre pagos em dinheiro. Serviço totalmente seguro. Para quatro dias em Buenos Aires, levamos a quantia de R$ 1.000 por pessoa, mais que suficiente para despesas com passeios, transporte e alimentação. Há muitas opções baratas de comida. Nos chamados “kioskos” nas ruas, que são mini mercadinhos, compramos bastante chips, alfajores, bolachas e garrafas de água, bem mais em conta que no hotel. Amamos a Argentina, é muito linda mesmo!

 


# PRIMEIRO DIA 
Nosso primeiro dia na capital argentina foi de visitas à Catedral Metropolitana (entrada gratuita), à Casa Rosada (visita só com agendamento 15 dias antes pelo site www.visitas.casarosada.gob.ar), ao Obelisco, ao Café Tortoni (preços médios a altos, porém com muita história) e à Calle Florida, uma rua comercial. Fomos e voltamos para o hotel a pé.
 
 

# SEGUNDO DIA
Passeio imperdível no Cemitério da Recoleta, um museu a céu aberto, famoso por seus mausoléus de mármore, numerosas abóbadas e estátuas realistas. A entrada é gratuita e há opção de visita guiada, mas fizemos sem. A surpresa foi o túmulo da famosa Evita Perón, uma das grandes personalidades da história argentina. Nada de pompa, uma gavetinha apenas.

Outra visita foi no Museu de Belas Artes. Lá sentimos toda a emoção de estar frente às obras de Picasso, Renoir, Monet, Diego Rivera, entre outros.

Seguindo o roteiro, conhecemos o Floralis Generica, local bonito para fotos. O Shopping Design Mall foi uma ótima opção de almoço. Lá, experimentamos o Mostaza, uma rede de fast food argentina. Muito bom. Lanche por 165 pesos. Ainda no segundo dia, visitamos o Museu de Arte Latino Americana (Malba) e os Bosques de Palermo, onde se encontram o Rosedal e Jardim Japonês. Para fechar a noite, jantamos no Señor Tango. Amamos o ambiente e o show. Comida razoável.
 


# TERCEIRO DIA
Manhã de domingo, passeio delicioso na Feirinha de San Telmo. Lugar diferentão, ideal para comprar souvenirs. Lá, tiramos muitas fotos com a estátua da Mafalda. Há várias opções de restaurantes também. Não poderíamos deixar de conhecer a Calle Museo Caminito. Apesar da fama, perigoso, restaurantes caros e sujos. Muito próximo dali, a duas quadras do Caminito, o Estádio La Bombonera. O acesso ao museu do estádio custou 200 pesos (R$ 40) e para entrar no estádio e museu, 260 pesos (52). Jantamos em Puerto Madero, lugar aprazível, com vários restaurantes, sorveterias, calçadão, arquitetura bonita. A Ponte La Mujer é um atrativo. 
 
 



















 

# QUARTO DIA
Visita guiada ao Teatro Colón. Vale a pena. Considerado um dos teatros líricos mais importantes do mundo, o Colón é um mundo à parte, que conjuga beleza arquitetônica, história e tecnologia moderna. Inaugurado em 1908, com a ópera Aida, de Giuseppe Verdi, e declarado Monumento Histórico Nacional em 1989, é simplesmente deslumbrante! A visita guiada na época custou 300 pesos (R$ 60) por pessoa.

ONDE COMER
▸Subway
Igual ao brasileiro. Preço médio 155 pesos o lanche.

▸London City Café
Lugar perfeito para saborear deliciosas medialunas. Média de R$ 40 reais por pessoa.

▸Mostaza
Fast food melhor que Mcdonald's e Burguer King. Preço médio 165 pesos por pessoa.

▸Barbacoa
Outro fast food. Bom. Preço de 180 pesos.

▸Sorrento Madero
Em Puerto Madero. Bom, mas não espetacular. Comemos paella de marisco ao preço médio 300 a 400 pesos por pessoa.

▸Café Tortoni
Tem jantar e show de tango todo dia às 20 horas, mas entramos só para o café. Muito bom. 

▸Señor Tango
Umas das atrações clichês de Buenos Aires. Apesar de ser o mais famoso show de tango de Buenos Aires, o jantar não é tão bom.

DICA
Fizemos o câmbio em Cascavel, na empresa CâmbioTur. A cotação estava R$ 1 real para 5 pesos. Na Argentina vi propaganda de câmbio melhores, R$ 1 real para 6 pesos; porém, ouvi comentários dizendo ser arriscado pela possibilidade de notas falsas. Melhor garantir por aqui! Detalhe: sobrou dinheiro!

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751