Matérias

Edição 124
Uma Pergunta

O que esperar de 2019?

com Manfred Dasenbrock


 
Eu estou muito otimista. E por que estou muito otimista em relação ao Brasil? Porque eu olho para o mundo e vejo que o mundo nunca viveu um período de tanta paz como vive agora. Não temos nenhuma guerra. Temos alguns conflitos em ditaduras conhecidas e algumas guerras comerciais, mas são casos pontuais. Também estamos vivendo um período de muita produção de alimentos e com qualidade melhor. Tem todo um conjunto bastante favorável. Quando eu olho ao redor do mundo, também vejo uma perspectiva positiva em relação às discussões sobre liberdade, democracia, igualdade de gênero e outras questões mais inclusivas. 
 
Quando olho para o Brasil independente de quem ganhou a eleição, vejo a retomada do crescimento. Retomada esta praticamente certa porque ninguém aguenta cinco anos de recessão. Há um ambiente de otimismo em torno desta nova situação, desta nova tendência. Segundo pesquisa da ABRH Brasil, 77% dos 350 maiores empresários brasileiros estão otimistas. Em julho, esses números ficaram entre 12 e 15%.

No Sul e Centro Oeste do País, o agronegócio será o grande responsável por esta retomada, com lavouras muito bem plantadas, uso adequado de tecnologia, modernização e clima favorável. O mercado de soja é um mercado exportador, gerador de receita, assim como outros mercados de proteína animal (frango, suíno e boi) que agregam valor e o Brasil está muito bem posicionado neste campo. Tem algumas batalhas comerciais no sentido de equacionar algumas questões técnicas de sanidade, mas isso tudo vai permitir que se tenha uma geração de receita no próximo ano que vai se converter numa geração de renda. 

E a geração de renda vai ativar outros setores, a exemplo do automotivo e da construção civil, que empregam bastante mão de obra. Outras áreas serão beneficiadas com todo este aquecimento. É natural num governo novo esta nova esperança. Há um alívio pelo fim do processo eleitoral, sem grandes traumas, e a esperança é que tenhamos um Brasil mais honesto, com menos corrupção, mais seguro e que encontre um equilíbrio entre os três poderes. Existem gaps que precisam ser ordenados e a esperança é que isso ocorra no próximo governo. 

O setor financeiro e de crédito está preparado para esta retomada do crédito. As organizações estão preparadas. O Brasil tem esta vantagem de ter um setor financeiro muito moderno e atualizado em relação às tecnologias. Toda esta questão digital está muito presente no nosso meio. O setor financeiro investiu muito em treinamento, em tecnologia e infraestrutura e isso vai permitir que a retomada do crédito seja algo muito rápido. Todos os processos de análise se modernizaram neste período. O setor cooperativo está mais organizado, diria até mais robusto e em condições de ajudar esta retomada do crescimento. 

É necessária também a geração de emprego, e nós, do setor cooperativo, estamos fazendo isso com muita propriedade, tanto as cooperativas de crédito quanto as cooperativas agroindustriais. O Sicredi continua contratando gente, treinando pessoas para melhorar o seu atendimento, e tudo isso vem ao encontro desta visão otimista. O planejamento do Sicredi é muito robusto em nível de Brasil com a abertura de mais 200 agências no próximo ano, sendo que Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro serão responsáveis por 50% deste incremento.
 
"O PLANEJAMENTO
DO SICREDI É ABRIR
MAIS 200 AGÊNCIAS
EM 2019"
 

Manfred Alfonso Dasenbrock é presidente 
nacional do Sistema Sicredi e conselheiro 
do Conselho Mundial das Cooperativas de 
Crédito (Woccu) e da Fundação Woccu

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

4 COMENTÁRIO(S)

Interessante..! Respeitosamente eu lhe peço: "Fala mais!" Como é bom perceber que um futuro melhor para todos é possível. O cooperativismo virou tendência e, as empresas e a população vem observando as diferenças que este sistema proporciona. Espero ver um dia o modo cooperativista caminhando de mãos dadas junto aos três poderes no congresso nacional. Sr Manfred, grande mestre, líder nacional e mundial que possui um novo olhar para o País, acreditando e fazendo acontecer sempre com um passo de cada vez, sabedoria e leveza, discernimento e liderança. Vejo nele um menino cheio de sonhos, mas que hoje, após degrau por degrau, um legado de vida e referência no que faz nos traz boas novas e me reforça a acreditar que nossos sonhos são possíveis e podemos tranformá-los em realizações. Gratidão 🍀
comentado por Rosângela Peres em 10/01/2019
Concordo com tuas previsões e ponderações, seu Manfred. Os empresários e os brasileiros estão otimistas, e fará com que novos negócios investimentos se concretizem e, logo, novos postos de trabalho serão criados. Acredito numa retomada no crescimento da economia. O Brasil vai bombar em 2019, e o Sistema Sicredi, idem. Parabéns, Presidente, pelo progresso contínuo e sustentável do nosso SISTEMA SICREDI. 👏👏👏👏👏
comentado por João Antonio Lunkes em 31/12/2018
Sabias palavras, de quem é conhecedor do Cooperativismo em todos segmentos.
comentado por Roque Antônio Servat em 31/12/2018
Sou otimista em relação a retormada de do Brasil, mas isso só é possível se organizações, instituições e pessoas comuns tenham a fibra, a ética, o bom senso e principalmente a competência com que o Presidente Sr. Manfred Dasembronk tem desempenhado as suas funções funções desde o início de sua carreira. Sou testemunha da capacidade dele em desenvolvimento de projetos, por ter tido vc o privilégio de ser uma colaboradora na equipe dele. Eloni dos Santos Castro
comentado por Eloni dos Santos Castro em 31/12/2018