Matérias

Edição 126
CONSULTORIA

Quem segura Felipe Machado?

Aos 35 anos, ele é a tradução literal do verbo “evoluir”. Saiba quem é Felipe Machado e por que ele está de olho na sua empresa

Texto Rejane Martins Pires
Foto(s) Bruna Scheidt

Publicado em 15/03/2019

Felipe Machado traçou uma longa caminhada de trabalho e estudo até chegar a Evolua Consultoria, cuja missão é desenvolver empresas emergentes
Se você é empresário e pensa que consultoria é um serviço caro e inacessível, saiba o que a Evolua Consultoria pode fazer por sua empresa!

Nenhum outro verbo combina tanto com a personalidade de Felipe Machado quanto “evoluir”. Igualmente, nenhum outro verbo define tão bem a sua empresa, a Evolua Consultoria. E esta é uma história que merece ser contada numa sequência cronológica de tempo, afinal, falar de evolução é falar também de crescimento. E, se na natureza, o evolucionismo está ligado à sobrevivência, nas empresas não é diferente. Quem não evolui está fora do jogo.

É aí que entram as chamadas vantagens competitivas. E Felipe, desde muito pequeno, buscou diferenciais que lhe permitiram não apenas sobreviver, mas, literalmente, evoluir. Criado pela mãe, dona Wilma, recebeu dela as lições mais importantes da vida: honestidade, julgamento independente e coragem. E, na mesma cartilha, que também guiou os outros três irmãos, o trabalho. Simples assim.

Para ter direito ao lanche, Felipe ajudava na cantina do Colégio Alfa. Mais tarde, para estudar no Kumon, trabalhou como monitor. No cursinho, graças à sua habilidade em matemática, também foi para a monitoria. No contraturno e nas férias, ajudava a mãe numa pequena loja de roupas. Ali aprendeu sobre oportunidades. Ela não vendia somente roupas. Na Páscoa, vendia ovos de chocolate. No início do ano letivo, material escolar, e assim por diante. Quando a mãe agregou uma lanchonete ao negócio, lá foi Felipe ajudá-la. 

No contato diário com vários tipos de pessoas e situações (boas e ruins), despertou seu lado comercial. Até então acalentava o sonho de ser engenheiro, mas sem chance. Precisava trabalhar de dia e estudar à noite. Deixou a engenharia pra trás e fez vestibular para ciências contábeis na Universidade Estadual de Londrina (UEL) e na Unioeste. Passou nas duas. Por questões práticas, optou por ficar em Cascavel. 


CONSULTORIA DESDE O INÍCIO

Mal começaram as aulas, correu atrás de estágio e, de cara, começou numa empresa de consultoria. A empatia foi imediata. Não havia rotina. Tudo era movimento. Desafios diários, clientes diferentes, viagens e mais viagens. Dessa maneira foi forjando sua história até se formar e concluir a pós em Direito e Planejamento Tributário. Para atender uma demanda cada vez maior dentro da empresa, mudou-se para Maringá e, lá, em pleno voo, decidiu buscar outro sonho. “Acalentava a ideia ser um executivo em São Paulo”, conta como quem guardava um segredo a sete chaves. 


LUZ E SOMBRA EM SAMPA

Minuciosamente, traçou seu plano. Deixou a consultoria em que atendia grandes empresas para ingressar no Banco do Brasil como escriturário, com salário, é claro, bem inferior. Assumiu a vaga em Assis Chateaubriand. Esperou o tempo certo, preparou um bom currículo e mandou para as diretorias do banco em que desejava atuar. “Eu sabia o que queria, tinha estudado o Banco do Brasil, e sabia também onde eu poderia e gostaria de chegar”, afirma.

Um ano depois, estava morando em São Paulo com a esposa Daiane e trabalhando na Diretoria de Mercado de Capitais do BB. Viver em Sampa, como muitos dizem, é viver entre a luz e a sombra, mas é, sobretudo, mudar a mentalidade em 360 graus. “Tem a violência, o medo e o estresse. Mas tem também a diversidade cultural, gastronômica e um dinamismo só dela. Cresci muito em São Paulo”, afirma. 

O choque de realidade foi imediato. “Precisei vivenciar aquilo para entender que era urgente evoluir muito para chegar ao patamar deles”, acrescenta. E assim foi. Na ponta aérea São Paulo-Brasília, fez mais um MBA desta vez em Finanças, pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC), amarrando as três áreas de atuação: contabilidade, direito e finanças.


AFIANDO O MACHADO

Como nem tudo na vida é só carreira, o desejo de ter filhos o trouxe de volta a Cascavel. Novamente, coragem para realinhar a rota. Agora, com uma grande diferença: expertise de sobra para desenvolver aqui toda a sua experiência na área de consultoria. A capacidade de criar soluções o levou naturalmente a grande empresa da área para atender outras gigantes. Mas, como é de se perceber, ninguém segura Felipe. Desde sempre, seu projeto era outro. Durante toda esta caminhada, o que fez foi afiar o machado para, finalmente, debruçar-se àquilo que traduz de forma verdadeira a sua essência: ajudar empresários emergentes a consolidarem seu próprio negócio. Bem-vindos à Evolua Consultoria! 
 
“O melhor momento para contratar uma consultoria é quando a empresa está bem”
 
“A EVOLUA NASCEU PARA CRIAR DEMANDAS E FAZER CONSULTORIA PREVENTIVA”


CONSULTORIA PARA QUEM QUER!

Aos 35 anos, com uma ampla visão de mundo, sempre atento aos movimentos do mercado, e uma formação humana e profissional consistente, ele sabe como fazer. E bem feito. “A mesma filosofia que rege um trabalho para grandes empresas deve pautar todos os demais trabalhos”, explica. 

Em sua mira, uma demanda crescente de empresários que precisam de consultoria customizada, mas ainda carregam o estigma de que é um serviço muito caro ou, pior, só é necessário quando a empresa está em dificuldade. “Este é o maior vilão das empresas. Culturalmente, este pensamento ainda domina”, diz. Felizmente, desperdiçar oportunidades não combina com o empresário e é justamente aí que está sua mina de ouro. “A Evolua nasceu para criar demandas e fazer consultoria preventiva para quem quer um trabalho realmente exclusivo”. 

A exclusividade, neste caso, decorre de um completo diagnóstico. “Não vendemos trabalhos prontos. O que eu fizer para determinada empresa, só vai servir para aquela empresa”. Quando se faz isso, com estratégias claras, transparência e confiança, os resultados surgem. “Quando se trabalha preventivamente, crescemos junto com o cliente. E, muitas vezes, aquela consultoria, inicialmente vista como cara, tem seu valor diluído em longo prazo, seja no que foi recuperado, no crescimento além do esperado ou nos riscos minimizados”.

Vontade, segundo o consultor, é o requisito número um para todo o processo de consultoria gerar resultados. “Tão importante quanto a vontade, é saber onde se quer chegar. Isso é determinante para alinharmos as soluções necessárias”. Também não há milagre. O trabalho é conjunto e exige, sobretudo, ética. “Disso eu não abro mão. É a única forma de evoluir em resultados”.

 
“A MESMA FILOSOFIA QUE REGE UM TRABALHO PARA GRANDES EMPRESAS SERÁ APLICADA NAS PEQUENAS E MÉDIAS”



QUEM É ELE?

Felipe Machado, 35 anos, é consultor empresarial e sócio-proprietário da Evolua Consultoria. Formado em ciências contábeis, tem pós em Direito e Planejamento Tributário e MBA em Finanças. Casado com Daiane, é pai de Davi e Cauã.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

2 COMENTÁRIO(S)

Parabens Felipe...vc ainda vai muito maia longe...
comentado por Patricia Terciotti em 21/03/2019
Parabéns Felipe!!! Sucesso merecedor....
comentado por Helena Machado Bortoncello em 17/03/2019