Matérias

Papelaria para a vida

Texto Assessoria de Imprensa

Publicado em 29/01/2020


Fruto do anseio de uma mãe que queria registrar todos os detalhes da infância da filha, a MIM Papelaria é um manifesto real pelo registro e pelas memórias

Quando um bebê surge numa família, em poucos minutos, tudo muda. Basta um teste de gravidez, uma ultrassonografia ou alguns sintomas positivos e, ploft, a família toda entra numa fase coletiva de espera. Aos pouquinhos, o tempo vai passando. Mas, também aos pouquinhos, a mãe, que acompanha todos os movimentos do mais novo membro da família, percebe que a gestação (aquela mesma, que diziam durar nove longos meses) parece areia escorregando pelos dedos e o tempo passa numa programação quase irracional. A partir daí, a vontade é de, literalmente, guardar o filho num potinho para poder conservar cada momento único proporcionado pela presença dele na rotina. Mas as fases de crescimento são imparáveis — é preciso aceitar que o tempo passa rápido e que esses momentos não são eternos.

Pensando nisso, a fotógrafa e mãe de duas, Eduarda Albuquerque, fez nascer a MIM Papelaria: uma empresa que preza pelas raízes artesanais, proporciona o registro autêntico de memórias que devem ser eternizadas, valoriza o trabalho feito a mão e tem um propósito bem definido. 

“Nós queremos ser uma empresa que ajuda as pessoas a guardarem suas memórias, seja em álbuns ou caixas. Oferecemos todas as ferramentas para que elas valorizem isso. Todas as pessoas merecem ter as suas histórias eternizadas. Reforço isso pela minha experiência: ao rever os registros que minha mãe fazia durante minha infância, sinto todo o carinho e o amor dela por mim”, introduz Eduarda. 

Sobre os MIMs 
Pergunte aos seus pais. Há alguns anos, os chamados álbuns do bebê eram muito comuns nas maternidades. Antes mesmo da criança chegar ao mundo, mães e pais ansiosos se reuniam para decorar a contracapa do livrinho. Com a mãe de Eduarda não foi diferente. Ela escreveu, detalhou e decorou o livro de bebê da Duda e aquele álbum foi, por muito tempo, um sinônimo de resgate às origens. Porém, ao enviar este e outros álbuns para restauro, o livro se perdeu.

“Eu lembro da letra da minha mãe, dos dados que ela anotou… Isso não tem preço que pague”, relata Eduarda.

 Mas o remorso se transformou em combustível. Afinal, é por isso que a MIM trabalha: para evitar perdas assim. Com materiais de qualidade, os MIMs são revestidos, personalizados, contam com costura manual na lombada, folhas intercaladas com papel vegetal para conservar as fotos e cantoneiras que não danificam os registros.

O primeiro produto, que teve como fonte de inspiração a filha mais velha de Eduarda, Alice, é o MIM “meus primeiros cinco aninhos”. Nele, o MIMLover encontra 116 páginas para preencher com tópicos e espaços para fotografias e anotações, costurados manualmente, com possibilidade de personalização em vários detalhes, que tornam o álbum parte da família. 

“Este livro é um relicário completo para descrever e guardar as melhores memórias da infância. Ele surgiu na versão em tecido, com as estampas de pipas e peões e de bonecas, desenhadas à mão pela artista Lavannya Prado e serigrafadas em tecidos de algodão. Hoje, temos a versão personalizada em capa especial com o nome da criança”, descreve Eduarda.

Hoje, a MIM tem um acervo com diversas opções entre álbuns, livros, caixas para fotos, itens de papelaria, agendas, planners e produtos comemorativos, como presentes para avós e avôs, dindos, papais e mamães e amigos. 

“Oferecemos, de verdade, uma papelaria para a vida. Todos os processos são feitos de forma artesanal, nossos produtos não são feitos em larga escala e desde a criação até a embalagem, os MIMs recebem o carinho da nossa equipe. A embalagem é feita a mão, cuidamos do cheirinho que vai acompanhar o pedido e sempre encaminhamos algo manuscrito, para tornar o relacionamento com o cliente verdadeiro e autêntico”, comenta Eduarda. 

História de sucesso
Com cinco anos de história, a MIM Papelaria conquistou um lugar importante na vida dos MIMLovers (como são carinhosamente chamados os clientes da marca). É uma papelaria para a vida. Afinal, em cada produto, existe uma história – tanto de quem fez como de quem irá recebê-lo. É uma constante sinergia que resulta em produtos inovadores que convidam as pessoas a fazerem um resgate. 

“Tudo é produzido por pessoas que amam o que fazem. Acredito muito na importância de criar um ambiente de trabalho agradável, por isso, todos os envolvidos nos processos são tratados de forma digna. Eu quero ajudar os artesãos a terem um trabalho que os valorize, quero fomentar a arte das bordadeiras, tento fazer tudo com fornecedores locais e invisto na minha equipe para que todos tenham um lugar saudável para trabalhar”, afirma. 

A partir dessa filosofia, a MIM se sobressaiu no mercado e, por isso, o crescimento foi certeiro. Em 2019, portanto, a MIM ganhou uma nova sede física, que atende os clientes no balcão, com diversas opções a pronta entrega, e, também, uma irmã: a MIM Cafeteria. 

“Quando ainda atendíamos os clientes na estrutura do ateliê fotográfico, sempre cultivamos o hábito de oferecer um café. Era uma forma de acolher as pessoas. Agora, com a Cafeteria, unimos a paixão pelo café e pelas memórias em um lugar aconchegante, preparado para acolher e fazer parte da vida das pessoas em Cascavel, no Paraná. É o melhor dos dois mundos em um só espaço!”, enaltece Eduarda. 

Edição comemorativa
Para celebrar os cinco anos, a MIM lançou uma coleção exclusiva de edição única – ou seja, os estoques não serão renovados após a venda de todos os produtos disponíveis. Desenvolvida em collab com o artista Douglas Reder, os MIMs comemorativos têm a temática da onça, em homenagem à força, garra e ao empoderamento das mulheres. 

“É uma linha que reflete o amadurecimento da MIM. Criamos vários produtos pensando em fazer parte da rotina das mães e das mulheres em geral. Fizemos tudo com muito carinho”, conta Eduarda. 

Os produtos estão sendo vendidos no site mimpapelaria.com.br e também na loja física da MIM, em Cascavel (Rua Sete de Setembro, nº 3337). 

Saiba mais sobre a MIM
“‘A majestade, o bebê, tudo para mim’. Foi dessa perspectivava da criança, onde ela é o centro do mundo, que nós tivemos certeza do nome”, conta Eduarda.

Nas redes sociais, basta procurar por @mimpapelaria. O site, que envia produtos para todo o Brasil, é mimpapelaria.com.br.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!