Matérias

Edição 136
EMPREENDEDORA DO MÊS

Cascavel, cidade maravilhosa!


Foto(s) Bruna Scheidt

Publicado em 13/02/2020


Empresária transfere empresa do Rio de Janeiro para Cascavel. Aqui, atendendo todo o mercado nacional, descobriu uma “cidade maravilhosa” tanto para empreender quanto para viver

Houve um tempo em que todas as referências de desenvolvimento e inovação estavam nos grandes centros. As cidades interioranas vinham a reboque. Por vários fatores, incluindo segurança, qualidade de vida e incentivos fiscais, a chamada “marcha interiorana” tem aumentado. Em Cascavel e região, há várias empresas nascidas em grandes centros e, literalmente, renascidas por aqui.

Uma delas é a Carambola Luminárias Exclusivas, criada há 13 anos no Rio de Janeiro pela designer Cristiane Ziliotto. Transferida há oito anos para Cascavel, a empresa fabrica atualmente mais de 300 modelos de luminárias e atende clientes como Leroy Merlin, Tok&Stok, Etna, Amazon, B2W, GFG, Somniare, além de exportar para alguns países como Panamá e Paraguai. No início, eram mais de 900 modelos. “O mercado foi mudando e nós fomos nos adaptando. Agora mesmo, vamos investir mais na linha infantil e fun”, explica Cris. 

Na era do “menos é mais”, a empresa está se reposicionando para atender as demandas do mercado altamente competitivo. Estar no interior, segundo a empresária, ao contrário do que muitos pensam, é ponto positivo. “As grandes redes têm valorizado cada vez mais a questão da sustentabilidade e o feito à mão. Querem produtos com identidade”.

A mudança refletiu diretamente no produto. “As relações são mais humanas. As pessoas dizem `bom dia´, ´boa tarde`, olham nos olhos. Isso é fantástico. Lá, tínhamos uma rede de contatos, mas tudo frio e impessoal”, conta Cris. “E você estando em equilíbrio, tudo flui”. 

Fato é que do polipropileno, matéria-prima básica anteriormente, a Carambola abriu-se para outras possibilidades, como o acrílico, a madeira, o MPF e agora a madeira de reflorestamento. Até as estampas mudaram. Para garantir ainda mais exclusividade, serão desenvolvidas na própria empresa. 

E é a Cris que acompanha todo o processo. Algumas peças demoram anos para sair do papel. Entre pensar e executar há um lapso de tempo. “Tem duas vertentes. Há o produto da moda que sai rápido e o produto de criação mesmo. Tenho um caderninho desde 2006 e muitas peças desenhadas lá ainda não foram executadas”.

NO PROJAC
Quando desembarcou em São Paulo para participar da Gift Fair, a maior feira de decoração na América Latina, levando no carro suas peças exclusivas, Cris não esperava tamanha repercussão. Sem dinheiro para investir num estande, alugou uma estante e lá arrumou suas criações, brindes diversos e, claro, luminárias. Panfletando na feira, eis que cruzou com uma produtora da Rede Globo. Na outra semana, já estava no Projac vendendo luminárias para compor cenários de novela. 

Antenada aos elogios da crítica especializada, parou com os brindes (caneca, chaveiro, mural de foto) e focou num produto só. Também não possui loja física e trabalha com duas lojas online (pessoa física e pessoa jurídica). Até há pouco tempo participava das maiores feiras do Brasil, mas devido ao alto custo e às novas tecnologias, parou. “A minha dor é a mesma de qualquer outro empreendedor e o segredo para dar certo também: foco, trabalho e persistência”, frisa. 
 
/arquivos/images/BRU_7954.jpg
 “Tudo o que fiz foi com a cara e a coragem. Muito trabalho e planejamento também”

A ORIGEM
Nascida em Nova Aurora, Cris cursou Design Gráfico em Florianópolis e mudou-se com o marido, Luis Gustavo, para o Rio. Antes de empreender, ainda em Santa Catarina, trabalhou em agências de propaganda e em uma editora. Esta experiência profissional foi determinante para ajudar na escolha do negócio e na elaboração de um plano. 

Com o projeto em mãos, participou da seleção de algumas incubadoras, mas, pelas regras impostas, preferiu voo solo. “Aluguei uma casa, fiz compromissos e não podia dar errado”, conta. Junto com o natural desespero, coragem para enfrentar gigantes. Sua primeira grande venda foi para a Golden Cross. “Sempre passava em frente ao prédio monumental e pensava que um dia eles seriam meus clientes. Enfrentei o medo, agendei um horário e fui. Depois disso, fiquei mais autoconfiante”.

Tão confiante que, após o nascimento do primeiro filho, João, de nove anos, colocou a empresa numa carreta e veio pra perto dos familiares. Atualmente, a Carambola emprega cinco pessoas. “Já tive uma equipe maior, mas estamos terceirizando muita coisa”. Ah, e para selar o amor por Cascavel, há seis anos nasceu a filha caçula, Marina.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

2 COMENTÁRIO(S)

Lindo seu trabalho, eu também faço luminárias artesanais em pvc.Parabéns
comentado por Rosileni em 14/02/2020
Gostaria de saber onde posso comprar as peças
comentado por Maria Denize Montanher CPF 43175090915 em 14/02/2020
Maria Denize, ficamos muito felizes por ter se interessado por nossos produtos! Eles realmente são encantadores!
Você poderá encontrá-los em nosso site www.carambolaluminarias.com.br.
comentado por Revista Aldeia em 14/02/2020
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!