Matérias

COM VOCÊ

Filme de Céu Azul é selecionado para festival internacional

Texto Assessoria de Imprensa

Publicado em 23/09/2020


“Com Você”, dirigido por Aline Sartor e Gabriel Portella, foi selecionado para o Sportfilm Liberec International Ficts Festival 2020, da República Tcheca

Já era quase fim da tarde quando os diretores foram arrebatados com a notícia de que o curta-metragem “Com Você” havia sido selecionado para o Sportfilm Liberec International Ficts Festival 2020, o festival europeu conhecido como o “Oscar para filmes de esporte”. Depois de um ano de produção, a notícia chegava como um respiro e definia como, e onde, seria a estreia mundial do filme.

O festival, que acontece na cidade de Liberec, na República Tcheca, terá parte de sua programação presencial, no Cinema Varšava, e parte online, no site oficial do evento. A projeção dos filmes acontecerá no dia 01 de outubro, com início às 7h30 (horário de Brasília) e eles ficarão disponíveis na plataforma online até o dia 10 do mesmo mês. Todos os espectadores do festival podem assistir aos filmes em forma de home cinema.

Aline Sartor e Gabriel Portella, diretores e produtores do filme, comentam como se sentiram ao receber a notícia. “Foi uma grande surpresa para ambos, trouxe um ânimo e uma disposição muito grande”, comenta Aline. “Sendo nossa primeira seleção em um festival com esse curta-metragem, e sendo um festival focado principalmente em esportes, tem um impacto muito grande.”

“O Brasil é considerado mundialmente o país do futebol (e de fato é), creio que é por isso que uma das várias mensagens e camadas do filme ganha tanta força, principalmente lá fora. Mostramos, ao mesmo tempo, como o sonho de se tornar jogador move famílias e como ainda há barreiras tão massivas dentro do esporte”, disse Gabriel.  Os diretores também comentaram que, devido à pandemia causada pelo coronavírus, muitos festivais cancelaram suas cerimônias, o que torna ainda mais gratificante a seleção.
 
/arquivos/images/Diretores%20(2).png
Os diretores: Aline Sartor e Gabriel Portella


HISTÓRIA
O curta segue a história de Noah (Kaio Cereza), um adolescente de 16 anos que, mesmo após um ano da tragédia que o separou de seu melhor amigo “Tony” (Thiago Rios), ainda encontra dificuldades em seguir em frente. Em meio a um luto arrastado, o jovem afasta suas melhores amigas, Alice (Lívia Deitos) e Ana (Ellen Zschornack) e permanece e um crescente conflito com sua mãe Isis (Dalyla Pereira). 

Tudo muda quando Levi (Luís F. Lippert), um gentil e introvertido jovem, chega à pequena cidade de Céu Azul com o sonho de entrar para o time de futebol local e se tornar um grande jogador profissional. “Eu amo histórias que abordam assuntos que as pessoas constantemente evitam em falar sobre”, comenta o diretor e também roteirista Gabriel, “no curta vemos pessoas comum do nosso dia-a-dia, famílias, amigos, e vemos as dores que elas carregam e escondem. Essa dualidade nas relações me encanta”.

Kaio Cereza e Luís F. Lippert, intérpretes dos protagonistas, comentam que o processo de preparação para ambos os personagens foi trabalhoso e de muito estudo, mas garantem que valeu a pena. “O Noah tenta conviver com essa dor, a da perda do seu melhor amigo”, explica Kaio, “Ele está no processo de superação e tem as pessoas certas para ajudar, uma delas é o Levi. No filme, essa amizade é muito bonita porque eles se ajudam, desabafam, se ouvem… é difícil não se emocionar”. “O Levi é um garoto sonhador que tem muita vontade de ser jogador de futebol para retribuir tudo o que o pai dele fez por ele. Personagens como o Levi tornam o enredo mais interessante”, aponta Luís, que também garante que só quem assistir o filme entenderá as delicadas situações com as quais o garoto lida.

Mas a trama não se resume apenas a esse núcleo. Sem saber como lidar com a dor do filho, Isis se vê perdida entre proteger o menino ou deixá-lo livre para aproveitar a adolescência. “Já sou mãe, posso dizer que é mais fácil atuar como uma mãe protetora, porém mãe de adolescente é diferente!”, comenta Dalyla, que interpreta a Isis, “Tive que construir uma personagem forte: uma mulher sozinha (separada), criando um adolescente, com escritório em casa e com as preocupações do filho”.

Lívia e Ellen, atrizes responsáveis por darem vida às melhores amigas de Noah no curta, comentam que se identificaram muito com suas personagens, que além de serem super animadas, são leais às suas amizades. “A Ana é uma personagem super animada, deu uma festona no curta”, brinca Ellen, “Mas é acima de tudo uma grande amiga”. Lívia, que enfatiza quão bem decidia sua personagem é, explica que as pessoas vão se surpreender ao ver o filme: “As pessoas podem esperar muitas emoções, muitas surpresas e reviravoltas, quando eu li o roteiro fiquei surpresa com algumas cenas, que eu não esperava.”

O ponto mais forte no curta, segundo Aline Sartor, é o fato dele estar carregado de sentimentos. “São as coisas simples da juventude, e também assuntos sérios e delicados, que definem, apontam e geram as eternas lembranças. A emoção de participar desses momentos simples como um diálogo entre amigos, um beijo, um momento em família, é muito real.”


PRODUÇÃO
A produção, que teve início em maio de 2019, contou com mais de 80 colaboradores e utilizou mais de 22 locações para construir os cenários da história, todas na pequena cidade de Céu Azul, interior do Paraná. “Como foi uma produção independente, o trabalho e a participação dos atores era voluntária, as gravações eram realizadas nos dias em que todos estavam disponíveis, normalmente nos fins de semana”, explica Aline, que também comentou sobre o cuidado que tinham para que o cronograma de filmagens não atrapalhasse os estudos e o trabalho dos envolvidos.

Mesmo com toda essa preocupação, o que não faltou durante a produção do “Com Você” foi diversão. Nicolas Manthey e Vinicius Rios, que interpretam respectivamente as versões jovens de Noah e Tony, afirmam que se divertiram muito gravando as cenas e que foi uma experiência maravilhosa. “Receber o convite para participar de um curta-metragem me deixou emocionado, pois, pela primeira vez, pude fazer algo diferente que com certeza vai ficar marcado em minha vida”, explica Nicolas.

Vinicius, que divide o mesmo personagem com seu irmão, Thiago Rios, comenta que já tinha curiosidade em atuar em um curta: “Pra mim foi uma surpresa, não esperava o convite, mas assim que soube que poderia participar do filme, fiquei muito feliz!” Nicolas e Vinícius, que não se conheciam, também disseram ter gostado muito de atuar um ao lado do outro.

Outro momento delicioso e de unanimidade entre os atores foi a hora da comida. Luís, que atuou em quase 100% das cenas do filme, lembra com um sorriso no rosto a alegria que era a “hora do lanche”. “Sempre após as gravações tinha um lanchinho pra relaxar, confesso que era uma das partes mais gostosas”, admite Luís.

Aline Sartor, que também assina a direção de fotografia do curta, comentou sobre os benefícios de gravar na cidade de Céu Azul. Diferente dos grandes sets de gravação, os quais são construídos em barracões e utilizam chroma key, o “Com Você” foi totalmente filmado em ambientes e locações reais. “Por ser uma cidade pequena e calma, Céu Azul proporcionou cenários e condições que favoreceram muito na fotografia”.

Outro grande privilégio de rodar o filme no local foi o apoio dado por alguns empreendimentos. Além do suporte oferecido por grandes incentivadores culturais de Cascavel, como a Revista Aldeia, o filme encontrou ajuda, principalmente, nos pequenos e microempreendedores de Céu Azul. De acordo com a direção, os apoiadores eram comerciantes que ajudaram como podiam, emprestando objetos de cena, locações e até mesmo com quantias monetárias.

ELENCO
“Todo o elenco, sem exceção, teve um papel e desempenho sem igual nas gravações”, relembra Aline Sartor. “Mesmo nunca tendo atuado antes ou até mesmo não estado em frente a uma câmera, todos se esforçaram muito para entrar em seus personagens, para fazer seus papeis, o que proporcionou um resultado final excelente”.

Segundo os diretores, quando eles estavam atrás de atores para participar do projeto, buscavam pessoas em que poderiam confiar, pois muitos segredos envolvendo a produção permaneceram escondidos até agora. “A relação entre todos era de muito respeito, honestidade e confiança”, comenta Gabriel, “não há como criar as cenas que criamos sem que haja confiança”.

Entre adultos, jovens, adolescentes, pré-adolescentes e crianças, o elenco do curta foi inteiramente constituído por pessoas que realmente pretendiam participar do filme, afinal, como relembra os diretores, algumas cenas e processos da produção demandam muito esforço físico e psicológico dos envolvidos.

Vigorosamente, Aline e Gabriel apontam que, sem a confiança e o auxílio dos responsáveis pelos atores menores de idade, o filme também não teria acontecido. Segundo os diretores, foi emocionante ver o apoio dado pelos pais durante todas as etapas da produção.

Não só divertidas, as filmagens também eram uma grande oportunidade. Segundo a atriz Ellen, é raro haver oportunidades assim na região, principalmente com a negligência que há quando o assunto é arte. “Eu agarrei essa oportunidade com as duas mãos, ainda mais porque gosto de arte. Precisa-se dar mais importância, apoiar... o que quase não ocorre no oeste, em especial em Céu Azul”, explica Ellen.

Lívia também reforçou a relevância da igualdade entre homens e mulheres que há no elenco e na produção. Segundo ela, a valorização feminina é importante para as pessoas verem que mulheres são tão capazes quanto os homens, tanto em produzir algo, quanto na própria atuação: “Serve de exemplo para que outras mulheres possam se inspirar e demonstrar que são tão capazes quanto os homens nas atividades que desejam desenvolver em suas vidas.”

TRILHA SONORA
Composta e escrita por Kaio Cereza (o mesmo ator que interpreta o protagonista do filme), a trilha sonora do curta-metragem foi minuciosamente pensada para transmitir cada fase da narrativa. Segundo Kaio, o processo de criação foi baseado em entender individualmente cada personagem e como eles se relacionam. 

“A música principal foi a mais difícil de ser feita, a letra tinha que contar o sentimento do personagem,e o assunto é bastante delicado de ser discutido”, explica o compositor. Kaio explica que, enquanto uma das canções é mais aflitiva, as outras trazem a trama um clima de esperança, paz e recomeço.

O diretor Gabriel, que supervisionou de perto a criação das canções, lembra de como foi todo o processo e ressalta o profissionalismo e a emancipação criativa do menino. “Ele apresentava uma versão teste das canções, fazíamos algumas observações e a segunda versão apresentada já estava perfeita. Ele entende exatamente o que queremos dizer e transforma isso em canções absurdamente sensíveis e poderosas”, elogia Gabriel.

Além dos esforços de Kaio, o filme contou com um arranjo feito pela pianista cascavelense Fabíola Lauxen, que trabalha com aulas de teclado, piano, musicalização infantil e acompanha a orquestra sinfônica do município. Fabíola explica que, para conseguir montar o arranjo para a canção principal, precisou estudar a fundo as situações em que o personagem se encontra. “Me senti muito honrada. Para mim, significou uma grande oportunidade”, comenta a pianista, “Ao tocar, tentei repassar aquilo que eu acreditava que o personagem estaria sentido caso ele tocasse piano”.

“Com Você” chega ao Brasil pelo I Festivou Audiovisual Independente Brasileiro, festival online que acontecerá entre o dia 12 e 25 de outubro. As empresas que desejam incentivar a cultura regional podem entrar em contato com a produção do filme através das redes sociais (@comvocecurta) ou através do e-mail curtacomvoce@gmail.com
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

1 COMENTÁRIO(S)

Excelente matéria! Parabéns aos incentivadores da arte juvenil e da cultura regional e a todos os envolvidos nesta produção que teve início em maio de 2019 e contou com o apoio de muitos colaboradores da cidade de Céu Azul.
comentado por Maria Margareth Alves em 27/09/2020
Ficamos muito felizes em apoiar projetos tão legais como esse! 
comentado por Revista Aldeia em 28/09/2020
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!