A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história
Edição 58
GREAT PLACE TO WORK

A boa lição da Saraiva

Texto Rejane Martins Pires
Foto(s) Vanderson Faria

Publicado em 15/02/2013


Com apenas 15 anos de existência, a Construtora Saraiva de Rezende foi indicada como uma das 20 melhores empresas para se trabalhar no Paraná. Esta é a primeira vez que a construtora participa da premiação

Ao longo dos últimos 15 anos, a Construtora Saraiva de Rezende reescreveu sua história em várias oportunidades. A primeira quando apostou num mercado ainda incipiente em Cascavel. O segundo marco foi a estreia na construção de grandes edifícios. E, por fim, hoje, quando se consolida como uma das 20 melhores empresas para se trabalhar no Paraná, segundo pesquisa realizada pela consultoria internacional The Great Place to Work Institute e publicada pelo jornal Gazeta do Povo.

A lista das 20 empresas é fruto de um processo de avaliação da política de recursos humanos de cada organização e da aplicação de um questionário junto aos funcionários. Na Saraiva, o resultado deste questionário foi surpreendente. Nada menos que 94% dos colaboradores afirmaram ter orgulho de trabalhar na empresa. “A nossa presença nesta lista é reflexo de uma política de gestão que valoriza o potencial humano”, explica a gerente administrativa Jaqueline Lasarini.

O reconhecimento aos colaboradores, pelas melhores práticas e desempenho, é realizado através de planos de incentivo. Além de benefícios, como plano de saúde, plano odontológico, convênios, café da manhã e subsídio para o almoço e participação de resultados (PR), há prêmios para a assiduidade. Quem não falta ao trabalho, por exemplo, recebe um extra entre R$ 105 ou R$ 150, dependendo da função. 

E mais, quem frequenta a escola nas séries regulares – com aulas no canteiro de obras -, recebe mais uma bolsa. A empresa possui ainda um programa de auxílio para pós-graduação dos colaboradores e investe significativamente em treinamentos e formação de profissionais no canteiro de obras.  “O elemento mais importante de uma empresa hoje são as pessoas, por isso o foco no crescimento pessoal e profissional”, acrescenta Lasarini. As ações, explica, visam melhorar principalmente a qualidade de vida. Também é uma forma de reter talentos.

Num setor em que a mão-de-obra é escassa e a rotatividade é grande, o que dizer de colaboradores com mais de uma década de casa? Pois é, na Saraiva, sem exagero nenhum, isso é quase uma tendência, já possuem vários casos. A receita é simples. Todo colaborador, independente da função, é visto como um parceiro. “Esse sentimento sempre existiu, desde o início. Com o tempo, fomos aprimorando os processos”, ressalta.

Para evitar a desintegração de suas equipes, não se permite ruídos. A comunicação é direta e rápida. “Se as informações ficam muito fechadas, se tornam burocráticas e lentas. Não é o nosso objetivo”, reforça. Outra ferramenta fortemente usada é a empatia. “Nossas lideranças são orientadas de forma a saber se colocar no lugar do outro, favorecendo um ambiente de trabalho alegre, porém produtivo”.

Apostar na felicidade, aliás, é a grande sacada por lá. Afinal, colaborador feliz falta menos, comete menos erros e produz mais. Sem falar na saúde da própria empresa que, com práticas simples, não sofre com o impacto negativo que a alta rotatividade traz para o negócio.

AS PESSOAS, ACIMA DE TUDO
É neste ambiente diferenciado que a empresa acolhe inteiramente os funcionários e propicia oportunidades de desenvolvimento, onde cada um tem a chance de desafiar a si próprio e reinventar-se em sua atividade profissional. “Tem funcionário que fala que a vida deles se divide em duas fases: antes da Saraiva e depois da Saraiva”, conta a gerente. 

Para chegar a este índice de satisfação, muito trabalho, principalmente por parte do RH. “É um leque grande de benefícios e oportunidades que dá um trabalho gigante para o RH, e um custo bastante alto, mas o resultado é muito positivo”. Nada seria possível, porém, se não houvesse uma relação de confiança. “Aqui, o pessoal trabalha mesmo. O ritmo é veloz e a cobrança por resultado é grande, no entanto o clima de amizade sempre prevalece”.

Os próprios colaboradores relatam, em pesquisas internas, que trabalham na construtora pelo reconhecimento, oportunidade de crescimento, valorização do funcionário, além do ambiente de trabalho e benefícios oferecidos.

O PRÊMIO
Ter o reconhecimento de quase 100% dos funcionários e estar na lista das 20 melhores do Estado é, para o empresário Jadir Saraiva de Rezende, motivo de muito orgulho. “Nosso objetivo sempre foi o de criar um ambiente positivo e inspirador. E propiciar um bom clima organizacional, construído diariamente na vivência dos nossos valores. Essa conquista é fruto do engajamento de cada colaborador que assume novos desafios de crescimento e de desenvolvimento profissional todos os dias”, conclui.

AULA NA OBRA
Para alguns trabalhadores da Saraiva de Rezende, o dia não termina às 18h00. Vai até às 21h30. Tudo por um bom motivo. Eles fazem parte do Programa Educação de Jovens e Adultos (EJA), implantado há dois em parceria com o Sesi e o sindicato da categoria (Sintrivel). Além da bolsa incentivo, quem estuda ganha lanche, uniforme e, é claro, uma oportunidade a mais. “Os resultados são visíveis, principalmente em relação à auto-estima deles. Até os relacionamentos interpessoais na obra melhoraram”, frisa a psicóloga Alyne Teixeira. 

 

Deixe seu comentário

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751