Matérias

Edição 149
ENTREVISTA - Aldo Dagostim

A estrada de Aldo

Texto Rejane Martins Pires
Foto(s) Divulgação

Publicado em 16/04/2021



Seja pelo currículo que construiu nas últimas décadas, seja pelo jeito afetuoso de tratar as pessoas, Aldo Dagostim, presidente da Sicredi Vanguarda, está se tornando um líder referência no Sistema Sicredi. Ao ascender à presidência em setembro de 2019, Aldo recebeu as chaves da cooperativa e, assim, assumiu um papel de muita responsabilidade e protagonismo. Um ano e meio depois, ele mostra que o verdadeiro líder é também um grande motivador de pessoas. 

 
Graduado em Ciências Contábeis, Aldo iniciou suas atividades na Central Sicredi PR/SP/RJ em 1994, atuando como auditor interno. Também trabalhou na Gerência de Controladoria do Banco Cooperativo Sicredi até retornar à Sicredi Vanguarda em 2002, primeiramente como Gerente de Controladoria, depois como Superintendente Regional até assumir a presidência. São 37 anos de estrada e um currículo extenso, com especializações, MBAs e cursos de aperfeiçoamento do Sicredi realizados pela Fundação Dom Cabral, Universidade de Wharton (EUA), Insead (Singapura e França), Kellog (EUA) Universidade de Cambridge (Inglaterra), Singularity University (EUA), entre outros. Conheça mais sobre o Aldo e o que ele pensa nesta entrevista...

Dizem que líder é aquele que “junta o injuntável”. Como tem sido sua liderança?
O bom líder é aquele que transmite confiança, demonstra conhecimento, interage igualmente com a sua equipe, sabe ouvir, sabe reconhecer, tem equilíbrio, serve de exemplo aos demais e que nos momentos de dificuldade pega junto e encoraja a sua equipe. Minha liderança tem sido democrática e motivadora. Com muito equilíbrio, otimismo e serenidade, ouvindo e valorizando as pessoas, entendendo as diferenças de cada um e procurando proporcionar um ambiente saudável para todos.

Quais os riscos de um líder que não incorpora o seu protagonismo?
Todo líder precisa deixar a sua marca. É importante que a sua equipe saiba que pode contar com o seu líder em qualquer momento, seja durante uma crise, para o desenvolvimento das pessoas ou inovação da empresa. Deixar esse protagonismo de lado pode apagar a sua história, desestimulando seus colaboradores e enfraquecendo a imagem do líder e da própria empresa. A liderança é feita por pessoas capazes de mudar a realidade à sua volta inspirando vidas e profissionais.

Como construiu (ou está construindo) seu protagonismo dentro do Sicredi?
Meu protagonismo dento do Sicredi foi construído com muito comprometimento, dedicação, determinação, força de vontade, atitude, além de autoconhecimento e conhecimento técnico. Tudo isso com bastante humildade e sem pisar em ninguém. Sempre demonstrei interesse em proporcionar o crescimento do Sicredi, com foco muito forte nas pessoas (associados e colaboradores) que fazem parte desse movimento encantador. Estar a frente de uma cooperativa com mais de 155 mil associados e mais de 1.200 colaboradores diretos é de uma responsabilidade muito grande e ao mesmo tempo de uma satisfação enorme. 

Que legado pretende deixar?
Espero que na minha gestão a Sicredi Vanguarda continue sendo uma das maiores cooperativas de crédito deste país, e principalmente uma instituição financeira cooperativa que realmente cumpra com o seu objetivo, de atender as necessidades de seus associados e que seja reconhecida pelo atendimento, relacionamento e onde todos são tratados com muito respeito e humanidade.

Alguma referência mais próxima?
Tenho várias referências, mas a mais próxima sem sombra de dúvidas é do colega Manfred Alfonso Dasembrock, o líder maior dentro do Sistema Sicredi.

Como liderar em tempos de crise?
Em tempos de crise a liderança tem que ser de muito equilíbrio e resiliência. Precisamos saber ouvir e transmitir muita confiança, com otimismo e visão de futuro. Dar o exemplo e tomar decisões compartilhadas com os demais gestores da organização é fundamental.

“Em tempos de crise a liderança tem que ser de muito equilíbrio e resiliência. Precisamos saber ouvir”

Que valores norteiam sua liderança à frente da Sicredi Vanguarda?
Os valores correspondem aos nossos ideais que orientam as nossas escolhas, o nosso jeito de ser e de agir. Expressam a nossa humanidade e o que acreditamos. Minha liderança é norteada nos valores do cooperativismo: solidariedade, liberdade, democracia, equidade, igualdade, responsabilidade, honestidade, transparência e responsabilidade socioambiental.

Como internalizar na equipe e nos associados o sentimento de que eles têm um belíssimo propósito?
As pessoas que fazem parte do Sicredi se identificam com o nosso propósito, muitas vezes mesmo sem saber logo que se associam, e é isso que faz a diferença. Com as ações focadas na comunidade, treinamento para os nossos colaboradores, palestras e eventos para os nossos associados, mostramos que as pessoas fazem parte do cooperativismo, que elas são as protagonistas da nossa história e assim elas entendem o sentimento de pertencimento.

Pode fazer uma autoavaliação da sua gestão até aqui?
A minha gestão como presidente da Sicredi Vanguarda ainda é muito recente, pois começou em setembro de 2019, mas há muito tempo eu já atuava como diretor executivo. Nosso trabalho é baseado em um planejamento de longo prazo, com uma equipe capacitada que analisa todos os cenários e projeta nosso crescimento, propondo as alterações de acordo com as tendências do mercado.

Procuramos fazer uma gestão bem democrática, voltada para o crescimento dos negócios e para a valorização das pessoas. Posso dizer que estou muito satisfeito, pois a organização está apresentando um bom crescimento e estamos com uma aceitação muito boa por parte da nossa liderança e dos nossos associados.

“Minha liderança é norteada nos valores do cooperativismo: solidariedade, liberdade e igualdade...”

Como avalia o papel do cooperativismo no contexto atual?
O cooperativismo tem um papel importante na sociedade, pois contribui com o bem-estar e para o desenvolvimento das comunidades, praticando preços mais justos e promovendo uma melhor distribuição de renda. Além do mais, um dos princípios do cooperativismo é o interesse pela comunidade. Toda riqueza gerada pelo cooperativismo é distribuída ou reinvestida na própria região, beneficiando seus associados e as comunidades, além de apoiar ações humanitárias e socioambientalmente responsáveis. 

Cooperativismo de crédito já é uma cultura consolidada em nível regional ou precisa ser mais difundida?
Em nível regional e principalmente nos pequenos e médios municípios a cultura do cooperativismo de crédito já é bem difundida, como é o caso de Medianeira e Missal por exemplo. Nos municípios maiores, como Cascavel, ainda temos um bom espaço para crescermos. Em nível de Brasil o espaço para crescer e difundir é enorme, pois se considerarmos toda movimentação financeira do país, o cooperativismo de crédito representa apenas 5%, quando nos Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Holanda e Suíça a participação no mercado financeiro é entre 20% e 50%.  

Qual a sua visão sobre “a cooperativa aberta para todos”?
Hoje, o Sicredi é uma instituição onde qualquer pessoa pode se tornar associada. Com isso, queremos que todas elas se sintam em casa, que encontrem no cooperativismo de crédito o apoio necessário para investir nos seus sonhos, para ajudar na vida financeira. A inclusão e a diversidade devem ser respeitadas e valorizadas, é isso que buscamos no relacionamento com as pessoas no dia a dia da Sicredi Vanguarda.

Quais as perspectivas de futuro da Sicredi Vanguarda?
A Sicredi Vanguarda atua hoje em três estados, no extremo oeste do Paraná, na região sul fluminense no Rio de Janeiro e no Alto Tietê, Vale do Paraíba e litoral norte de São Paulo, com 71 agências. No Paraná estamos em 17 municípios e acreditamos que temos potencial para abrir mais agências nessas cidades, porque o nosso diferencial é o relacionamento próximo ao associado e à comunidade. Nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro podemos crescer muito ainda, nas cidades onde já estamos presentes e em várias cidades da região que ainda não contam com nossas agências. Com tudo isso, vemos boas perspectivas para o futuro da nossa cooperativa, que está em expansão, sempre buscando atender a demanda dos associados e das comunidades.

Para você, o que representa a beleza de uma árvore, o correr de um rio, um entardecer... 
Poder observar a natureza expressar a sua beleza nas mais variadas formas, e entender que na natureza, assim como na vida, a cada estação ela se adapta ao clima e traz espetáculos únicos com cores, aromas e texturas. Não sabemos o dia de amanhã, por isso é importante apreciarmos as coisas belas da vida hoje.

“Dedique tempo para você, tenha gratidão e continue sendo a pessoa que te trouxe até aqui”

O que o Aldo tem a dizer a ele próprio?
Seja otimista, respeite e trate as pessoas como você gostaria de ser tratado, saiba ouvir e respeitar as ideias divergentes. Valorize o seu tempo, faça a sua agenda, pois caso contrário alguém irá arrumar algo pra você que talvez não seja prioridade. Dedique tempo para você, tenha gratidão e continue sendo a pessoa que te trouxe até aqui. 



 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!