A revista mais premiada do Paraná
13 anos de história
Edição 154
UNIGUAÇU

Medicina Laboratorial e as novas tecnologias a serviço da saúde

ENSINO, SAÚDE E FITNESS

Texto Assessoria de Imprensa
Foto(s) Martin Lopez/Pexels

Publicado em 29/09/2021

O mundo está em constante evolução provocada pela aceleração de tecnologias e aumento exponencial do conhecimento.Nunca na história se avançou tanto em ciência como presenciamos neste período de pandemia.

Todos os esforços foram concentrados na aplicação de tecnologias para conseguir rapidamente soluções diagnósticas e terapêuticas para entender, tratar a doença e prevenir a infecção por este novo vírus. Neste sentido, a Medicina Laboratorial, área que realiza exames laboratoriais diagnósticos e complementares, desempenha papel fundamental.

Como profissional, atuo na área diagnóstica desde 1996, e com o aumento do acesso à internet e automação presenciei avanços incríveis neste setor. Durante a minha graduação, a automação laboratorial era embrionária e poucos laboratórios tinham acesso, por exemplo, a um analisador hematológico ou imunoensaio automatizado.

Imaginem, nesta época, dizer que seria possível através de um exame de sangue determinar a sua ancestralidade ou rapidamente identificar a presença de um vírus que sofreu mutação e se tornou mais transmissível.

Além de ser farmacêutico-bioquímico, desde 2003 atuo como docente, e pude perceber a mudança de comportamento nas gerações de alunos e profissionais. A maioria dos alunos que frequentava as salas de aula quando iniciei, faziam parte da geração Y, uma geração que exigia respostas rápidas, motivação a todo momento, não gostava de rotinas extenuantes, extremamente interessada em tecnologia e inovação.

Mais adiante me encontrei com a geração Z, que já nasceu tecnológica. Por isso, o ensino profissional precisou se adaptar e o professor ou o gestor da empresa precisou gravar vídeos, fazer videoconferência, frequentar as redes sociais e, principalmente, oferecer soluções integradas com o celular.

A Medicina Laboratorial atualmente tem profissionais de diferentes gerações, desde os Baby Boomers até as gerações X, Y e Z. Neste cenário, saber filtrar as informações e se manter atualizado é um desafio, pois nem sempre temos o tempo necessário para revisar e ler todos os artigos que são publicados diariamente.

As novas ferramentas digitais no ensino possibilitam que um curso de pós-graduação seja realizado à distância, com a mesma qualidade e interatividade do presencial. E com vantagens: sem sair de casa, no seu tempo e podendo rever a hora que quiser. Adeus àquelas fotos tremidas de slides no meio da palestra!

Neste sentido, o curso de pós-graduação em Medicina Laboratorial da Uniguaçu foi elaborado com o objetivo de fornecer conhecimento teórico e prático a partir de um corpo docente extremamente capacitado e em linha com as novas tecnologias aplicadas no laboratório.

O curso conta com profissionais da academia e de empresas no setor diagnóstico para promover o networking e conhecimento científico de qualidade. Em um mundo em constante evolução, não podemos ficar estagnados. Por isso, aprender e compartilhar experiências é fundamental para o crescimento pessoal e profissional.





















 
Lázaro Nunes, PhD
Farmacêutico-Bioquímico
Graduado pela Universidade Federal de Alfenas/MG
Doutor e Mestre em Biologia Funcional e Molecular pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp/SP
Coordenador do Curso de Pós-graduação em Medicina Laboratorial UNIGUAÇU

Deixe seu comentário

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2021 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751