A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história
BRAVÍSSIMO

“A Ópera no Mundo” em Cascavel

Texto Assessoria de Imprensa
Foto(s) Divulgação

Publicado em 05/04/2022


A estreia do Bravíssimo acontece, dia 28 de abril, às 20 horas, no Teatro Municipal Sefrin Filho em Cascavel.
O público poderá apreciar óperas da França, Itália, Polônia, Estados Unidos e Áustria
 
A agenda cultural de Cascavel, para 2022, ganhou em diversidade com a participação da cidade no circuito de concertos didáticos do projeto Bravíssimo. Em sua segunda temporada, a iniciativa da Unicultura – Universidade Livre da Cultura segue voltada para a formação de plateias de diferentes correntes musicais.

Para este ano, o calendário prevê apresentações de ópera, música clássica instrumental, música medieval e música brasileira nas cidades de Medianeira, Curitiba e Cascavel.

A estreia do Bravíssimo acontece, dia 28 de abril, às 20h, no Teatro Municipal Sefrin Filho em Cascavel com o programa “A Ópera no Mundo”. Na oportunidade, o público poderá apreciar óperas da França, Itália, Polônia, Estados Unidos e Áustria.

Obras de Verdi, Puccini, Carlos Gomes, entre outros importantes compositores serão interpretadas pela soprano Ornella de Luca e o tenor Vitorio Scarpi com o acompanhamento do pianista Jeferson Ulbrich. 

Outra atração para o público presente será a presença da professora e especialista em história da música, Liana Justus. Durante o concerto didático, a autora de 11 livros e ganhadora de dois prêmios Jabuti, passará informações contextualizadas sobre as obras e compositores do programa.

O idealizador do projeto e diretor da Unicultura, Ricardo Trento, lembra que a abertura do Bravíssimo é um marco para a cultura da cidade. “Sou nascido em Cascavel e é com muito orgulho que vejo nosso projeto levar entretenimento e conhecimento para a maior cidade da Região Oeste do Paraná”.

Contrapartida social 
Além da apresentação musical aberta ao público, o Bravíssimo também leva para Cascavel o Curso Formando Novas Plateias em Música Clássica. Com a coordenação pedagógica de Liana Justus, serão realizados exercícios de escuta e audições comparadas.

Dirigidas para estudantes e professores da rede pública de ensino municipal e estadual, as atividades pretendem despertar o interesse pela música clássica e instrumental.
 


Sobre o Bravíssimo
O projeto Bravíssimo teve início, em 2019, na cidade de Medianeira. A partir da compra do primeiro piano da cidade, foi desenvolvida uma programação anual de concertos didáticos de diferentes correntes musicais. Em paralelo, profissionais da música realizaram uma série de ações educacionais que proporcionaram aos alunos da rede pública de ensino contato com todo o universo musical.

Em sua segunda temporada, o projeto ganha alcance com concertos nas cidades de Cascavel, Medianeira e Curitiba. Estão previstas apresentações de ópera, música clássica instrumental, música medieval e música brasileira. Assim, o Bravíssimo segue com a sua missão de formar plateia e ampliar os conhecimentos musicais das novas gerações.
 

Realização, apoios e patrocinadores
Viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura do Governo Federal, Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura, o Bravíssimo tem incentivo da Supermax, Unimed Curitiba, BRDE, Frimesa, Lar Cooperativa Agroindustrial e Fertipar. Realizado pela Unicultura com apoio da Prefeitura Municipal de Cascavel, Prefeitura Municipal de Medianeira, Fundação Cultura de Curitiba, Publicar Painéis e Rede Costa Oeste de Comunicação. 

Ornella de Lucca - Soprano
Natural de Curitiba, iniciou seus estudos de canto com a cantora brasileira Neyde Thomas. Em 2013, transferiu-se para a Áustria, onde iniciou os seus estudos na "Universität Mozarteum de Salzburg" com a professora Barbara Bonney, onde foi aprovada em 1°lugar e lá se graduou com louvor em Bacharelado em Canto em 2018.

Em Julho de 2021, abriu o festival Accademia Chigiana em Siena na Itália como solista na peça “Pulcinella” de I. Stravinsky e em Novembro do mesmo ano formou-se no Mestrado em Canto nas opções Ópera Studio e Lieder na "Universität Mozarteum de Salzburg".

Vitorio Scarpi, tenor
Iniciou seus estudos com o Maestro e também tenor, Alexandre Mousquer em 2017. Considerado um jovem talento, Vitorio coleciona em seu currículo diversos títulos e premiações dos maiores concursos de canto do país e do exterior. 

Melhor tenor do concurso Brasileiro de canto “Maria Callas”, melhor tenor no concurso Linus Lerner da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, melhor intérprete de canção de câmera no “Concurso Carlos Gomes” de Campinas, primeiro lugar no concurso “Revele seu talento” da PUCPR em 2019, vencedor do Concurso Bixiga Canta, promovido pela Orquestra Jovem do Bixiga.

Também foi primeiro lugar geral do concurso internacional de canto lírico “Galina Pysarensko, na cidade de Novyi Horod, na Rússia, e vencedor do concurso de canto Lírico da cidade de San Luis Potosí, no México. 

Jeferson Ulbrich - Pianista
O pianista e mestre em música, Jeferson Ulbrich, atua como solista e camerista no Brasil e no exterior. Como pedagogo, orienta remotamente jovens pianistas em São Paulo, Curitiba, Frankfurt, Main, Kronberg e Berlim (Alemanha). Foi integrante do Trio Klang (piano, clarinete e violoncelo), orientado pelo regente Aylton Escobar em São Paulo, e solista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

Ao lado da pianista Despina Apostolou gravou o CD On the way. Times. Lands com repertório solo e para piano a quatro mãos. Em 2017, foi pianista acompanhador da música para o filme mudo alemão Das fidele Gefängnis (1917) no Deutsches Filmmuseum em Frankfurt am Main (Alemanha).

Serviço:
Abertura do Bravíssimo Temporada 2022 - “A Ópera no Mundo”
Data: quinta-feira, 28 de abril de 2022
Horário: 20h
Local: Teatro Municipal Sefrin Filho
Endereço: Rua Rio de Janeiro, 905 – Centro Cascavel PR
Ingressos: gratuito, retirada na secretaria do Teatro de segunda a sexta das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.

Programa
Carlos Gomes (1836-1896) –  Abertura da Ópera O Guarani

Stanislaw Moniuszko (1819-1872) – Ópera Halka
Ária de tenor - Azumia jodly na gór sczycie
(Os abetos farfalham no topo da montanha)

Giacomo Puccini (1858-1924) – Ópera La Bohème
Ária para soprano – Quando me'n vo (Quando estou passando)

Francesco Cilea (1866-1950) – Ópera L’ arlesiana
Ária para tenor – E la solita storia del pastore (A história do pastor)

Giuseppe Verdi (1813-1901) – Ópera Rigoletto
Ária para soprano – Caro nome che il mio cor (Doce nome que fez meu coração)

George Bizet (1838-1875) – Ópera Os pescadores de pérolas
Ária para tenor – Je crois entendre encore (Eu creio ainda ouvir)

Douglas Moore (1893-1969) – Opereta The ballad of baby doe
Ária para soprano – Willow song (Canção do salgueiro)

Duetos
Gaetano Donizetti (1797-1848) – Ópera Don Pasquale
Dueto para tenor e soprano Tornami a dir che m’ami (Volte para dizer que me ama)

Franz Lehár (1870-1948) – Opereta A viúva alegre
Dueto para tenor e soprano Deine lippen schweigen (Seus lábios silenciosos)

Deixe seu comentário

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751