A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história
Edição 160
EMPREENDEDORES DA ALDEIA

El Doug, um abraço em cada mordida!

Texto Rejane Martins Pires
Foto(s) Kauã Veronese

Publicado em 25/04/2022


Crocante por fora, macio por dentro, com gotas de chocolate que derretem na boca... Bem-vindos às criações da El Doug Cookies!

Por trás do abraço carinhoso do estudante de Administração Douglas Peruzzolo Cervelin há uma linda história de amor. Se o abraço é sua marca registrada, seus cookies são puro afeto. Doçura que traz de casa. Suas primeiras inspirações na cozinha, é claro, vieram da mãe, Lucia. Mas quem realmente o levou para o caminho do doce foi a irmã, Vanessa. Foi ela quem lhe ensinou a fazer deliciosos bolos de chocolate.
 
Douglas tinha entre dez e 11 anos e, com exceção de miojo, foi sua estreia na cozinha. “Meus bolos não chegavam aos pés dos bolos da minha irmã, que figuram disparados no topo da minha lista de ´comfort food´. São os melhores”, diz. Em compensação, quem domina a arte de fazer cookies é ele. 
 
Douglas e seus cookies: persistência até chegar a melhor receita

Viciado nos cookies do Subway, aos 13 anos, decidiu improvisar uma receita. Quentes, ficaram uma delícia. Frios, duros. Verdadeiros torrões, quase impossíveis de comer. Não desistiu. Entre uma receita e outra, foi aprimorando. Em 2019, para presentear e animar sua sobrinha Rafaela, caprichou na receita. Deu tão certo que a partir dali só aprimorou, incluindo o recheio de brigadeiro, bem característico em seus cookies.

Neste mesmo ano, para agradecer um grupo de amigos que não o deixaram desistir da faculdade, os presenteou com os doces. Depois de comerem, todos o incentivaram a abrir o negócio. “Quase rolou um abaixo assinado para eu começar a vender”, brinca. Nascia a El Doug Cookies, hoje com 13 sabores em seu cardápio.

Na série de doçuras, cookie tradicional com recheio de brigadeiro 70%, limão siciliano, prestígio, triplo chocolate, black&white, red velvet, power 170%, cookies’n cream, strogonoff de nozes, chocolate com laranja, M&M’s, cappuccino e creme de avelã.
 

 

“Quando eu criei os cookies, o meu lema era `um abraço em cada mordida´ porque sempre fui conhecido por ter um abraço muito gostoso. Eu quero que meus cookies também sejam esse conforto independente do momento”


ALTO NÍVEL DE EXIGÊNCIA
Crítico, exigente e bom ouvinte, Douglas está sempre atento aos feedbacks. Pelo menos oito sabores foram sugestões de clientes, amigos e seguidores. A reinvenção está alinhada à qualidade do produto, cuja matéria-prima segue o mesmo padrão.
 

“Eu sou seletivo na escolha dos ingredientes e não tenho medo de pagar caro no que eu sei que é bom. Não gosto de comer um doce e sentir aquele gosto de chocolate hidrogenado, por exemplo. Pago caro mas eu sei o que estou usando”, afirma. Outra preocupação é valorizar a produção local. “Sempre que posso compro dos pequenos produtores da região”.


As vendas são feitas pelo Instagram (@eldougcookies) e pelo velho e conhecido boca a boca.
 

“Tenho alguns amigos blogueiros. Eles publicam stories fazendo divulgação. Além disso, eu tenho uma política de que quando alguém compra cookies e publica nos stories me marcando, na próxima compra leva um cookie extra”.

Deixe seu comentário

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751