A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história
CEONC

Campanha do CEONC alerta sobre a prevenção e diagnóstico precoce de doenças

Texto Assessoria de Imprensa

Publicado em 09/06/2022


As chances de cura do câncer ultrapassam 80% se detectado a tempo

Uma dor incomum e persistente, mal-estar, inchaços ou protuberâncias, sangramentos, sinais que algo não vai bem. Passam-se os dias e o incômodo aumenta e continua a ser ignorado. Aos poucos, o incômodo fica de lado e as chances do diagnóstico precoce diminuem. Pensando nisso, o CEONC Hospital do Câncer está realizando a campanha “Não Deixe Passar”, que alerta quanto aos sintomas e a devida importância que devemos dar a eles. 

“O medo de descobrir uma doença como o câncer, leva as pessoas a deixarem de procurar ajuda médica. O que precisamos entender é que quanto antes qualquer doença for descoberta, as chances de cura são altas, especificamente no caso do câncer. Atualmente, com a alta tecnologia e avanço da ciência, conseguimos proporcionar tratamento de ponta, com respostas excelentes e chances de remissão muito altas”, explica o médico oncologista e diretor técnico médico do Hospital CEONC, doutor Reno Paulo Kunz.

A campanha chama a atenção para que não apenas sintomas mais graves sejam investigados. Anemia, mesmo quando leve, alterações intestinais, e falta de apetite são sinais importantes a serem considerados. “Nem sempre o diagnóstico é câncer, mas diante de sinais que atrapalham o seu bem-estar, é indicado averiguar e tratar para voltar a ter qualidade de vida”, orienta doutor Reno.

Outro ponto que a campanha destaca são os exames preventivos, principalmente em relação aos principais cânceres que atingem a população brasileira e que devem ser feitos anualmente. De acordo com as estatísticas de 2020 do INCA (Instituto Nacional do Câncer), em homens brasileiros o câncer de próstata tem a maior incidência, seguido por câncer de cólon e reto, por isso a importância de exames periódicos como o PSA que detecta possíveis alterações na próstata. A indicação do Ministério da Saúde é iniciar a realização do exame a partir dos 40 anos de idade, ou quando sentir qualquer alteração.

Já os cânceres mais comuns em mulheres são o câncer de mama, cólon e reto e colo do útero. Exames de Papanicolau e mamografia devem ser feitos todos os anos para prevenção e diagnóstico: o Papanicolau, recomendado quando iniciada a vida sexual, já a mamografia a partir dos 40 anos, ou quando notar qualquer nódulo, desconforto ou alterações na mama. 

“Nós conhecemos nosso próprio corpo. Procure o serviço de saúde para tirar suas dúvidas. Quanto antes descobrir ou não uma doença, o alívio será mais rápido, tanto para o tratamento quanto para descartar o problema”, reforça o doutor Reno.

Nas redes sociais, o Hospital vai reforçar, durante todo o mês, a divulgação de conteúdos sobre o tema, destacando a importância de procurar ajuda médica diante dos primeiros sinais. "Não deixe passar" é um reforço para que haja mais saúde, consciência e atitude.

Deixe seu comentário

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751