Matérias

Márcio Pina

Publicado em 22/02/2017

Jovem, despojado e eclético, Pina inaugurou em Cascavel um novo jeito de fazer jornalismo. Sem muito alarde, ganhou carta branca da TV Tarobá

Texto: Rejane Martins Pires
Fotos: Vanderson Faria

Se fosse em outros tempos, a sintonia seria outra. Antes de vir para Cascavel, o jornalista Márcio Pina, nascido e criado em Cianorte, era viciado em rádio AM. A paixão era tanta que gravava programas e locuções para ouvir antes de dormir. Não por acaso. O pai chegou a trabalhar como sonoplasta antes de virar policial. O irmão mais velho, hoje diretor de rádio, sempre atuou na área.
O caminho já estava traçado. Aos 13 anos começou sua carreira no rádio. Foi sonoplasta, depois apresentador, repórter, enfim, tudo o que uma emissora do interior exige. Na época de prestar vestibular não teve nenhuma dúvida. O jornalismo estava impregnado. Era só continuar a missão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!