A revista mais premiada do Paraná
14 anos de história
Edição 162
EMPREENDEDORES DA ALDEIA

Juntos na mesma pro.zza

Texto Rejane Martins Pires
Foto(s) Kauã Veronese

Publicado em 24/06/2022


Maycon Corazza e Camila Agner são os fundadores da pro.zza, especializada em assessoria de imprensa e marketing. Juntos, eles quebraram paradigmas e aprenderam a empreender

Maycon Corazza e Camila Agner se conheceram em um grupo de jovens. Em 2012 engataram o namoro. Em 2018 casaram. Em 2020 abriram o próprio negócio, a pro.zza, empresa de comunicação especializada em assessoria de imprensa, comunicação e marketing. Em 2022, bem, literalmente continuam a prosa...

E foi a motivação apaixonada pela pauta que fez o casal empreender. Cada um seguia carreiras distintas. Camila atuou como redatora em revista, foi produtora e repórter nas rádios CBN Cascavel e Capital FM, e assessora de comunicação no Hospital Uopeccan. 

Maycon começou a trabalhar na área de comunicação com 15 anos em uma rádio comunitária de sua cidade, Eldorado (MS). Em 2010, iniciou sua trajetória no portal de notícias CGN, onde ocupou as funções de repórter, editor e, posteriormente, de editor-chefe, sua última função. Também atuou como repórter no jornal Gazeta do Paraná e nas rádios CBN Cascavel e Capital FM.

Só mesmo Camila para fazê-lo largar tudo e empreender. “A pro.zza surgiu do olhar visionário da Camila, que já navegava no ambiente de assessoria de comunicação, e percebia um espaço no mercado”, diz Maycon, que demorou cair nos encantos da esposa. Sábia, ela plantava sementinhas, compartilhando histórias e trocando ideias.
 
Maycon e Camila: casados, eles levaram a parceria para o meio profissional e fundaram a pro.zza

PRIMEIROS APOIADORES
A grande virada na cabeça de Maycon aconteceu em 2019, quando o diretor técnico médico do CEONC Hospital do Câncer, Reno Paulo Kunz, deu a oportunidade para que eles realizassem a campanha do Outubro Rosa.

O sucesso dos trabalhos validou a germinação da pro.zza”, afirma Camila. Além do médico Reno, o empresário contábil Jovane dos Santos Borges, a família Nogata e o proprietário da CGN, Guilherme Formighieri, também foram grandes incentivadores da ideia. 

Todo este tempo de maturação garantiu à pro.zza dinamismo para enfrentar momentos delicados. “O Maycon saiu da CGN em fevereiro e a pandemia começou um mês depois. Foi um período de muita incerteza, mas também de acreditar e se dedicar integralmente ao novo projeto”, lembra Camila.

EMPREENDER NO JORNALISMO
O empreendedorismo nunca foi prioridade nas faculdades de jornalismo. Maycon e Camila são desta geração de alunos formados para serem empregados. Essa desconexão com o empreendedorismo, explicam, torna o caminho de quem sonha em abrir o próprio negócio mais duro.
 

Somos ensinados, e isso desde casa, que a trilha do sucesso é ser funcionário de alguém. São crenças limitantes que precisam ser quebradas”.


Quando quebradas, é natural, descortinam inúmeras possibilidades. Foi o que aconteceu com eles, principalmente com Maycon, pois Camila já tinha um pé no empreendedorismo como prestadora de serviço terceirizada.

Para mim, foi mais tranquilo vislumbrar a pro.zza”, diz a jornalista, que além da sua empresa, trabalha para a Agência Savannah, de São José dos Pinhais, na assessoria de imprensa do Sebrae-PR (regional Oeste) e do CREA-PR, e, ainda, é professora universitária. 
 

UMA PROSA COM QUEM FAZ A PRO.ZZA
Como vocês traduzem a Prozza?
A pro.zza é a concretização de um sonho e a congregação de talentos. É formada pelos sócios-proprietários, mas também por um time extremamente competente e que coloca em prática o nosso propósito todos os dias. São pessoas realmente diferenciadas que formam uma equipe em constante movimento e com o foco total em resultados.

A pro.zza é uma empresa que busca viver de realidade, não de aparência, e se preocupa muito em trabalhar e entregar tudo – e mais um pouco – que o cliente precisa. Esse formato está na essência de todos que estão lá, sem ostentação, sem jogar pra plateia. Foco total, entrega total! 

Em meio a tantas assessorias que se restringem ao velho release, como vocês se diferenciam?
Um ponto muito importante é que nós dois fomos jornalistas de fato. O que queremos dizer? Tem pessoas que passam pelo jornalismo, mas não vivem o jornalismo. Nós vivemos jornalismo e continuamos vivendo na pro.zza. Isso faz toda a diferença para oferecer jornalismo para jornalistas.

Então, toda a atuação da pro.zza, no campo da assessoria de imprensa, foca nisso, em sermos instrumentos de suporte à prática do jornalismo nas redações. Mas, além disso, existe todo um trabalho estratégico e muitas outras soluções que oferecemos.

Costumamos dizer que moldamos nossos serviços para a necessidade do cliente, pois o método de moldar a necessidade do cliente aos serviços está ultrapassado. Fazemos personalização ao extremo.

Quais os desafios diários de trabalhar juntos sendo um casal?
O desafio é separar a vida pessoal da profissional, evitando misturar as coisas e as discussões. Mas o grande barato do nosso caso é que nos complementamos. Existem empresas em que a sociedade não é uníssona e que há competição entre os sócios, briga de ego mesmo.

Já no nosso caso, cada um atua naquilo que faz de melhor e os trabalhos se complementam. É tudo muito suave e efetivo. Então, os pontos de divergência são muito pontuais e aí faz diferença sermos casados, pois sabemos que em absolutamente tudo estamos remando e caminhando na mesma direção, e que toda conversa e divergência é por um bem maior. 

Deixe seu comentário

Expresse, fale, opine, sugira! Nós queremos fazer nossa Aldeia cada vez melhor.

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
© 2022 REVISTA ALDEIA Todos os direitos reservados.
Alguma dúvida? Nos te ajudamos. Ligue: (45) 3306-5751