Matérias

Nada óbvio

Publicado em 15/03/2017

Como o jornalista Julio Szymanski conseguiu emplacar suas fotografias em revistas com a “Veja” e a “Exame” e, de quebra, inserir Cascavel na mídia nacional

Texto: Rejane Martins Pires
Fotos: Vanderson Faria / Julio Szymanski


Uma correspondência meses atrás tirou o sono do jornalista e publicitário Julio Szymanski. Pelo conteúdo, ele desconfiou e pensou: mandaram para a pessoa errada. Olhou, reexaminou, conferiu o nome e era com ele mesmo: um contrato de parceria com a Agência Estado, um dos veículos de informação mais importantes do País, que já forneceu imagens do jovem cascavelense para publicações como a “Veja” e a “Exame”, além, é claro, do “Estadão” e Jornal da Tarde. Tudo começou quando ele descobriu o espaço FotoRepórter do “Estadão”. Semanalmente, mandava imagens para a galeria. De vez quando alguma ia para o impresso, capa inclusive. E lá se foram cinco anos até a primeira foto ser publicada na “Veja”. Uma imagem noturna de São Paulo, a partir do Terraço Itália. “Eu estava de férias e subi para fazer a foto. Como não tinha tripé, apoei a máquina numa mureta e lá fiquei. O resultado foi ótimo”, diz.






DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!