Matérias

Jonas, o advogado

Publicado em 03/03/2017

Ele se formou depois dos 30 anos. Sonhou com uma carreira na magistratura, chegou a participar de um ensaio na revista Playboy, mas se realizou mesmo na advocacia



Texto: Rejane Martins Pires
Fotos: César Machado
Corria o ano de 1982 quando o gaúcho nascido em Vacaria, Jonas Adalberto Pereira, resolveu dar uma guinada na vida. Ouviu atentamente o conselho de um amigo e começou a Faculdade de Direito. Na época, em Umuarama. Até então, Jonas não havia demonstrado nenhum interesse pela área. De uma família de dez irmãos, nunca teve tempo de planejar muito. A vida escassa logo o empurrou para o trabalho. Aos 12 anos, era ajudante de marceneiro. Quando completou 18, foi escalado para servir no Exército em Brasília. A carreira militar não o empolgou e de volta a Cascavel, já no final da década de 1970, começou um trabalho que o marcaria para o resto da vida. Foi um dos responsáveis pela demarcação das terras do Lago de Itaipu (Foz do Iguaçu à Guaíra).






DEIXE SEU COMENTÁRIO

Importante: Comentários com conteúdo sensível, impróprio ou que for considerado inadequado – por qualquer motivo, a critério do moderador – serão sumariamente deletados.

Deixe seu comentário.
×

Assine Aldeia

Por apenas R$ 9,90* / mês.

Deixe seu telefone, nós ligamos para você.
Venha fazer parte da nossa tribo!