Poeme-se

Foto Julio Szymanski

Floresce em fascínio e reflexão

A quaresmeira em sua poesia.

É silêncio, alma, esplendor, perfeição.

No céu do cerrado, colorido de magia

Encanta, embevece, nos conduz.

Quaresmeira, eterna emoção

Simplicidade, saudade, luz.

Aos olhos passo a passo canção

Quaresmeira desabrocha a promissão

 

Luciano Spagnol,
poeta mineiro do cerrado